Fechar
Domingo, 25 de outubro de 2020
Domingo, 25 de outubro de 2020
Política 16/10/2020

Deputados sabatinam indicado para o cargo de diretor-presidente da Agepar

Integrantes da Comissão de Obras, Transportes e Comunicação da Assembleia se reúnem na quarta-feira (21) para ouvir o ex-secretário Reinhold Stephanes, indicado pelo Governo para a função

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --

Os deputados que integram a Comissão de Obras, Transportes e Comunicação da Assembleia Legislativa do Paraná se reúnem, de forma virtual, na próxima quarta-feira (21) às 14 horas para realizar a sabatina com o ex-secretário de Estado, Reinhold Stephanes, indicado do Governo do Estado para assumir a função de diretor-presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar).

A indicação foi comunicada à Assembleia Legislativa através de um ofício emitido pelo governador do Estado, Carlos Massa Ratinho Junior, que foi lido durante a sessão plenária do dia 28 de setembro.

A reunião on-line, proposta pelo presidente da Comissão, deputado estadual Tião Medeiros (PTB), poderá ser acompanhada ao vivo pela TV Assembleia (canais 10.2 em TV aberta e 16 da Claro/Net) e pelo site e redes sociais do Legislativo.

O funcionamento da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná foi regulamentado pela Lei Complementar nº 222, de 05 de maio de 2020. Para exercício do cargo, os Diretores da Agepar deverão satisfazer, simultaneamente, as seguintes condições (artigo 30, LC 222): I - ser brasileiro; II - residir no Estado do Paraná durante o período de mandato; III - possuir reputação ilibada e insuspeita idoneidade moral; IV - possuir formação universitária e elevado conceito no campo de especialidade do cargo para o qual será nomeado; V - não ter desempenhado, nos últimos doze meses anteriores a sua nomeação, atividades profissionais em empresas reguladas pela AGÊNCIA.

Ainda, o §2º do referido artigo disciplina que os membros do Conselho Diretor serão indicados pelo Chefe do Poder Executivo do Estado e por ele nomeados, após arguição pública e aprovação pela Comissão competente da Assembleia Legislativa. (Com assessoria)