Sem categoria

Piscicultura: Secretaria de Agricultura busca incentivo a produtores locais

Na tarde de terça-feira (20), representantes da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA) realizaram visita técnica a uma empresa especializada na produção de tilápias, em Guamiranga. O intuito da visita foi conhecer como acontece a utilização da ciência em parceria com a prática no setor da piscicultura. José Carlos Pontarollo, dono da propriedade, realiza a atividade há mais de 10 anos e pretende expandir o negócio com um frigorífico para abate e comercialização de peixes na região.

O local apresenta cerca de 22 hectares de espelho d’água, o que significa uma produção média de 360 a 420 toneladas de tilápia por ano. A expectativa é de que até o início do segundo semestre, com a abertura do frigorífico, os produtores que estejam de 100 a 150 km de distância da cidade, possam destinar a sua produção para o abate no frigorífico Pontarollo.

Conhecimento

Para o secretário da SMAPA, Ivonei Afonso Vieira, a visita proporcionou mais conhecimento do setor. “O departamento pecuário da secretaria teve contato com a empresa onde se cultiva a piscicultura, onde pudemos conhecer desde os alevinos até a produção em alta escala de tilápias. Entendemos como funciona a parte técnica de produção, em que se utiliza da ciência e a prática dessa atividade”, relata Vieira.

Orestes Paladino, extensionista rural da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER), acompanhou a visita da SMAPA na propriedade. “Executamos os programas do Estado e procuramos dar o apoio para que as atividades atinjam rentabilidade, lucro e sucesso. Com a abertura do frigorífico, serão necessários cerca de 180 hectares de produção, o que daria cerca de 3 milhões e 600 mil kg de tilápia por ano, com o intuito de abater 6 mil kg de peixe por dia no local, como capacidade inicial”, espera Paladino.

Parceria

Ivonei Vieira explica que há a possibilidade de o frigorífico realizar uma parceria com a cidade de Ponta Grossa. “Um dos nossos objetivos em 2018 é continuar o incentivo aos piscicultores, para que os mesmos possam destinar a sua produção a esse novo frigorífico. O estímulo é de muita importância, uma vez que se a produção for de qualidade e se adequar às normas, os peixes poderão ser colocados à disposição para abate, gerando maior lucro e rentabilidade ao produtor local”, espera o secretário.

Outro aspecto que chamou a atenção de Ivonei foi a parceria entre a EMATER e o produtor de Guamiranga. “Pode-se evidenciar a parte efetivamente técnica do setor, o que possibilitou o trabalho realizado no local, proporcionando uma alta na produção dessa empresa”, finaliza Vieira. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts