Fechar
Segunda, 20 de maio de 2024
Segunda, 20 de maio de 2024
Destaques 13/09/2023

Museu Municipal Aristides Spósito é inaugurado na Mansão Vila Hilda

O espaço, que passou a funcionar nas instalações da Mansão Vila Hilda, recebeu parte do acervo do antigo Museu Época

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Museu Municipal Aristides Spósito é inaugurado na Mansão Vila Hilda

A Prefeitura de Ponta Grossa inaugurou, na tarde de terça-feira (12), o Museu Municipal Aristides Spósito, a mais nova unidade cultural da cidade. O espaço, que passou a funcionar nas instalações da Mansão Vila Hilda, recebeu parte do acervo do antigo Museu Época.

A solenidade contou com a presença da prefeita Elizabeth Schmidt, do secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal e convidados. A entrega do museu à comunidade faz parte da programação dos 200 anos de Ponta Grossa.

“Nos últimos anos, temos transformado o setor cultural em Ponta Grossa. Investimos no apoio aos nossos artistas e na criação de novas unidades culturais, como é o caso do Museu Aristides Spósito, um espaço dedicado à nossa história e que, com certeza, contribuirá de maneira significativa para a preservação da nossa memória como sociedade”, destacou a prefeita Elizabeth Schmidt.

O Museu Municipal foi pensado a partir das peças do Museu Época, que volta a ser disponibilizado para a comunidade. O antigo museu foi criado e mantido por Aristides Spósito, falecido em 2019. O espaço foi fechado um pouco antes, em 2016, em decorrência do estado de saúde do proprietário. Sua família, então, fez a doação do acervo para o Município que transformou a Mansão Vila Hilda no Museu que leva o nome do criador do Época.

“É uma justa homenagem ao seu Aristides, que durante anos preservou a memória de Ponta Grossa a partir do seu trabalho. E isso, agora, neste espaço muito importante, que faz parte da identidade local e é um dos prédios mais icônicos de Ponta Grossa. Como Museu, a Mansão estará aberta para a visitação de toda a comunidade”, explica o secretário Alberto Portugal.

A Mansão Vila Hilda foi totalmente revitalizada para receber mais esta unidade de cultura da cidade, especialmente a partir de obras estruturais, como a pintura externa e  na parte elétrica. O Museu conta com dois espaços. No térreo estão dispostas peças que contam um pouco da história de Ponta Grossa, do seu cotidiano, aspectos econômicos e sociais.

No piso superior foi montado um ambiente que mostra uma moradia de época, com detalhes de cozinha, copa, quarto de dormir, entre outros. “Não é uma representação da casa da família Thielen, mas de uma casa de época”, explica o secretário Alberto Portugal.

Além disso, o Museu Municipal fará parte de um complexo cultural mais amplo, já que está no mesmo espaço onde já se encontram a Escolinha do Patrimônio e a Casa da Memória. Com isso, além da visitação, também se destacará como importante local de pesquisa e conhecimento.

Vila Hilda

Com influência da arquitetura francesa neoclássica e art nouveau, a Mansão Vila Hilda é uma das mais belas e importantes edificações de Ponta Grossa. Foi construída em 1926, por Alberto Thielen, industrial e comerciante da cidade, proprietário da Cervejaria Adriática, portanto, está perto de completar 100 anos.

O casarão possui dois pavimentos. No seu interior, conta com pinturas que retratam paisagens e motivos europeus e locais. “Por isso, não só o acervo do museu, mas a própria construção é uma obra a ser admirada”, considera o secretário Alberto Portugal.

Por muitos anos, a Mansão foi sede da Biblioteca Pública de Ponta Grossa. Em 1990 foi tombada pelo Patrimônio Cultural do Paraná. Até outubro do ano passado, sediava a Secretaria Municipal de Cultura.

Serviço

O Museu funciona de segunda a sexta, das 9h às 19h. Visitas em grupos de menos de 10 pessoas não precisam de agendamento prévio. Grupos maiores devem fazer agendamento pelo site cultura.pontagrossa.pr.gov.br. (Com assessoria)