Fechar
Domingo, 14 de julho de 2024
Domingo, 14 de julho de 2024
Ponta Grossa 08/09/2023

Cápsula do Tempo traz mensagens de 1973 para os ponta-grossenses de 2023

A Prefeitura de Ponta Grossa realizou, na manhã desta sexta (8), a abertura da cápsula do tempo localizada no Monumento do Sesquicentenário, na Praça Floriano Peixoto

Ouça a notícia Ouça a notícia – Tempo de leitura aprox. --
Cápsula do Tempo traz mensagens de 1973 para os ponta-grossenses de 2023

A Prefeitura de Ponta Grossa realizou, na manhã desta sexta- feira (8), a abertura da cápsula do tempo localizada no Monumento do Sesquicentenário, na Praça Floriano Peixoto. A caixa com documentos, livros, cartas, fotos e jornais foi acoplada ao monumento em 1973 como parte das comemorações dos 150 anos da cidade. 

Após sua retirada, o objeto foi levado até o Centro de Música, onde teve seu conteúdo revelado na presença da prefeita Elizabeth Schmidt, secretários, representantes da comissão dos 200 anos, autoridades, membros do Conselho do Patrimônio Cultural, imprensa e convidados. 

O evento também foi transmitido através das redes sociais do Município. 

“É uma felicidade imensa poder participar deste importante momento da história da nossa cidade, onde pudemos vislumbrar as transformações pelas quais nosso Município passou e o quanto pudemos avançar. Hoje abrimos uma janela para o passado e outra para o nosso futuro, que, esperamos e trabalharemos com afinco, para que seja repleto de grandes felicidades e realizações”, destaca a prefeita Elizabeth Schmidt.

Para o secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, a abertura da cápsula encerra um ciclo e dá espaço a um novo processo para a composição de uma nova cápsula para ser aberta no aniversário de 250 anos de Ponta Grossa. 

“A abertura desta cápsula é uma grande emoção para todos nós. Sem dúvidas, é um momento histórico, um grande marco para a nossa cidade. Agora, a partir da organização dos itens e sua incorporação ao Museu Municipal, iremos trabalhar na composição de uma nova cápsula que será aberta nos próximos 50 anos e que, esperamos, traga a mesma alegria e reverência que estamos sentido hoje para as próximas gerações ”, comenta. 

Conteúdo

Os itens que integram a cápsula do tempo estavam dentro de uma caixa de aço inoxidável selada. Após sua abertura, revelou-se a presença de jornais de 1973 (da cidade e de fora), fotos, documentos e até um adesivo orientando as pessoas para que usem cinto de segurança. Além disso, entre o material, havia diversas correspondências, muitas delas de autoridades da época endereçadas para quem ocupa o cargo atualmente, como para comandante do Exército, o reitor da UEPG, o Bispo, Dom Sérgio Arthur Braschi. 

Também havia uma carta do prefeito Luiz Gonzaga Pinto para o prefeito de 2023, no caso a prefeita Elizabeth Schmidt, que a leu emocionada. Nela ele destacava todo o desenrolar histórico de Ponta Grossa, dos 150 anos até o sesquicentenário.

O conteúdo será, agora, exposto no Museu Municipal Aristides Spósito, que vai funcionar na Mansão Vila Hilda, a partir do dia 12. (Com assessoria)