Fechar
Domingo, 14 de agosto de 2022
Domingo, 14 de agosto de 2022
Eleições 03/08/2022

Pros da deputada Aline Sleutjes fecha com Lula

Decisão do STJ mudou o comando do Pros nacional, que invalidou decisão de candidatura própria para apoiar Lula à Presidência. Situação da bolsonarista Aline Sleutjes fica quase insustentável no partido

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Pros da deputada Aline Sleutjes fecha com Lula

O Partido Republicano da Ordem Social (Pros) irá apoiar Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para a Presidência da República. A decisão foi anunciada nesta quarta-feira (3) pelo presidente da sigla, Eurípedes Júnior, após reunião com o coordenador da campanha de Lula, Aloizio Mercadante, e com o candidato a vice da chapa, Geraldo Alckmin.

O Pros chegou a realizar uma convenção no último domingo (31), em que anunciou a candidatura própria do influencer Pablo Marçal para presidente. Entretanto, no mesmo dia, uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) destituiu Marcus Holanda e restituiu a presidência da legenda a Eurípedes Júnior, fundados do Pros, em 2013.

No Paraná, a decisão nacional deixa a deputada federal castrense, Aline Sleutjes, e uma situação difícil. Bolsonarista de carteirinha, Aline é uma das mais fervorosas defensoras do presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição. Embora ela tenha sido preterida pelo presidente no seu projeto de se candidatar ao Senado. Bolsonaro declarou apoio ao deputado federal Paulo Martins, da região de Maringá.

Agora, além de não ter o apoio de Bolsonaro, Aline vai precisar dividir o palanque com Lula no Paraná. Lideranças ligadas ao comitê de apoio ao ex-presidente no Estado já avisaram que não vão tolerar infidelidade partidária por parte de integrantes dos partidos que integram a coligação pró-Lula. Dessa forma, a situação de Aline dentro do Pros fica quase insustentável, inclusive, ficando com a frágil candidatura ao Senado ameaçada.