Fechar
Domingo, 14 de agosto de 2022
Domingo, 14 de agosto de 2022
Destaques 29/07/2022

Incremento no saldo positivo do Caged demonstra desenvolvimento de PG

86% das contratações do mês de junho foram para mulheres

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Incremento no saldo positivo do Caged demonstra desenvolvimento de PG

Ponta Grossa fecha mais uma vez com saldo positivo no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O mês de junho registrou na cidade 4.617 admissões e 3.948 demissões. O Setor de Serviços apresentou melhor resultado, seguido pelo Comércio, Indústria e Agropecuária, com todos os índices favoráveis.

De acordo com o Caged, Ponta Grossa (460) acompanha o estado no saldo na contratação para o setor de Serviços (10.026), que está em alta no momento. Seguido pelo Comércio com saldo de 230 na cidade e 2.344 no estado, e na Indústria obtendo saldo de 81 em Ponta Grossa e de 2.337 considerando os 399 municípios do Paraná.

O saldo único saldo negativo, na Construção, o saldo em Ponta Grossa (-120), ainda é menor que o registrado no Paraná (-248). Já no setor Agropecuário, a cidade conta com um índice positivo com 18 pontos, diferente do Paraná com -298.

A prefeita Elizabeth Schmidt reconhece que esse saldo positivo é reflexo da retomada da economia não apenas em Ponta Grossa, no estado e no país. No entanto, destaca que o mercado de trabalho de Ponta Grossa está aquecido e tem tudo para melhorar com a grande quantidade de contratações no Setor de Serviços, no comércio através de supermercados e atacadistas, como a Indústria que conta com um saldo melhor que do estado do Paraná.

“Ponta Grossa se desenvolve mais do que a maioria das cidades do estado e os indicadores que confirmam isso é a abertura de novos negócios e a geração de emprego. Estamos no caminho certo”, disse Elizabeth.

O diretor da Agência do Trabalhador, Nilton Gomes, comenta que diversos fatores justificam este momento do emprego no Brasil, no Paraná e em Ponta Grossa. Segundo ele, no último mês foi registrado um índice maior de contratações do público feminino e um percentual de 86% e que permaneceram no mercado de trabalho.

“Outro fato também que foi analisado, é que nesse saldo positivo ocorreu um grande volume de contratações para pessoas com ensino médio completo. O que isso representa que o mercado fica, de fato, com quem se qualifica. O que reforça a importância das políticas públicas de Ponta Grossa em investir em capacitação de mão de obra”, finaliza Gomes, que está como secretário municipal interino de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional.

Ponta Grossa está entre as cinco cidades do Paraná e entre as 10 do Brasil que se destacaram no ranking nacional das Agências do Trabalhador, de janeiro a abril de 2022, que mais colocaram trabalhadores em empregos formais através da intermediação de mão de obra. (Com assessoria)