Fechar
Terça, 30 de novembro de 2021
Terça, 30 de novembro de 2021
Política Eleições 27/07/2021

Eleições: 12 ministros devem deixar Governo em março para lançar candidatura

Integrantes do governo são cotados para vagas em governos de Estados e no Senado

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Eleições: 12 ministros devem deixar Governo em março para lançar candidatura

Ao menos 12 ministros devem disputar as Eleições de 2022 e, assim, deixar seus cargos atuais até o fim de março do ano que vem. Se as candidaturas se confirmarem, quase metade da equipe ministerial atual, que tem 23 ministros, deixará o 1º escalão do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A lei determina que candidatos saiam do Executivo ao menos 6 meses antes da eleição. Veja na lista os integrantes do governo que são cotados para vagas de Executivos estaduais ou para o Senado:

A exceção à regra dos 6 meses é para o vice-presidente Hamilton Mourão, que avalia disputar uma vaga no Senado no próximo pleito – pelo PRTB ou por um novo partido.

Segundo as regras do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Mourão pode continuar como vice-presidente durante a campanha. Mas ele não pode assumir a Presidência, em situações de ausência de Bolsonaro, no período.

Além desses ministros, o senador Ciro Nogueira (PP-PI), prestes a assumir o Ministério da Casa Civil, também pode deixar o cargo em março. Ciro Nogueira é pré-candidato ao governo do Piauí. Se a candidatura se confirmar, precisará deixar a cadeira de ministro daqui a cerca de 8 meses.

Fábio Faria (Comunicações) nega interesse em disputar o comando do Rio Grande do Norte: “Jamais serei candidato ao governo”. Diz preferir concorrer ao Senado.

Mas o Poder360 apurou que, nos bastidores, aliados do ministro defendem a sua candidatura ao governo potiguar. Isso dependeria, entretanto, de um improvável acordo com o ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), que também sonha em concorrer ao mesmo cargo em 2022. (As informações e arte são do site Poder360)