Fechar
Domingo, 18 de abril de 2021
Domingo, 18 de abril de 2021
Ponta Grossa 05/04/2021

Funcionários da VCG entram em greve

Empregados da Viação Campos Gerais não voltaram ao trabalho depois do período de suspensão do serviço por conta da pandemia. Concessionária não pagou segunda parcela dos salários de fevereiro

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Funcionários da VCG entram em greve

Cerca de 1.100 funcionários da concessionária do transporte coletivo em Ponta Grossa, Viação Campos Gerais (VCG), entraram em greve nesta segunda-feira (5). A paralização já havia sido anunciada pelo sindicato que representa a categoria, o Sintropas, desde que a empresa não quitou a segunda parcela dos salários de fevereiro, no dia 25 de março.

A greve não aconteceu antes porque a circulação dos ônibus foi suspensa nas últimas duas semanas através de decreto, como medida para conter a pandemia do Coronavírus. Agora, com a autorização para retomada do serviço a partir desta segunda, a greve geral foi deflagrada com a paralização de 100% da frota.

Até o momento não houve manifestação da VCG e nem da Prefeitura de Ponta Grossa sobre a greve. Enquanto os funcionários reivindicam o salário a que têm direito, a empresa quer subsídio do Município diante de um cenário em que alega prejuízos com a pandemia. Já o governo municipal entende que questões envolvendo pagamento de salário dizem respeito exclusivamente à empresa e seus empregados.

Nesta quarta-feira (7) está programada a quitação da primeira parcela do salário de março, mas a empresa já comunicou que não terá dinheiro para arcar com a obrigação. Assim, não há previsão para a retomada do serviço.

O assunto deve repercutir na sessão desta segunda da Câmara. Na semana passada, o plenário aprovou uma moção de repúdio à VCG pela falta de pagamento dos salários. Há um grupo de parlamentares que defende a encampação do serviço pelo Município, diante de uma possível quebra do contrato sob alegação do não cumprimento de suas obrigações por parte da concessionária. O contrato da Prefeitura com a VCG encerra no final de 2022.

O entrave parece estar longe de ter uma solução e enquanto isso os funcionários da empresa ficam sem receber e a população sem  transporte.

 

Foto: Sintropas