Fechar
Quarta, 28 de outubro de 2020
Quarta, 28 de outubro de 2020

Mabel diz que pretende governar com auxílio de um 'Conselho da Comunidade'

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Mabel diz que pretende governar com auxílio de um 'Conselho da Comunidade'

A deputada estadual Mabel Canto (PSC) decidiu firmar a pré-candidatura à Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG) - a intenção ainda precisa ganhar o aval do partido durante a convenção. Nesta sexta-feira (11), Mabel foi sabatinada em uma live transmitida ao vivo nas redes sociais do portal aRede. Durante a entrevista, a pré-candidata afirmou que pretende governar com a ajuda de um “Conselho da Comunidade”.

Segundo Mabel, o Conselho seria utilizado para democratizar o acesso da população à Prefeitura. “Nós queremos cuidar das pessoas, governar para as pessoas. Acredito que não devemos governar apenas para grandes obras e esquecer das pessoas. Por isso, defendo que tenhamos um Conselho da Comunidade para fortalecer a voz popular dentro da Prefeitura”, disse Mabel.

A pré-candidata acredita que o Conselho deveria ser utilizado para que a população fosse ouvida em temas centrais, como é o caso do transporte público, da coleta de lixo e de uma possível renovação de contrato com a Companhia de Saneamento do Paraná (SANEPAR). “Queremos fazer um governo para cuidar das pessoas e é fundamental ouvir as pessoas em temas importantes como estes”, disse Mabel.

Mabel foi escolhida como a candidata de um grupo que é resultado da união entre o deputado federal Aliel Machado (PSB) e Jocelito Canto, ex-prefeito, ex-deputado e comunicador - Aliel e Jocelito se reaproximaram após anos afastados politicamente. Aliel abriu mão da candidatura à Prefeitura para apoiar o nome de Mabel - o deputado federal classificou a união como uma “união de forças populares”.

Durante a sabatina, Mabel também respondeu uma questão delicada: em 2018, quando era candidata a deputada estadual, Mabel assinou um compromisso em cartório assumindo que cumpriria os quatro anos do mandato. “Vivemos tempos excepcionais e esse foi o sim [aceitar a candidatura] mais difícil da minha vida. Já tivemos vários prefeitos que deixaram seus mandatos como deputados e quem vai decidir se eu serei prefeita ou não é a população”, disse Mabel.

A deputada estadual destacou ainda que tem “cumprido à risca” todos os outros compromissos firmados durante a campanha para a Assembleia Legislativa do Paraná, como a doação de metade do salário e a “total transparência” dos gastos do gabinete, além dos ressarcimentos feitos pela Assembleia. “Se eleita, quero criar a Secretaria da Transparência na Prefeitura e levar essa prática também para a nossa cidade”, disse.

Mabel quer criar Secretaria da Mulher

Caso confirme a candidatura à Prefeitura, Mabel pode ser a primeira prefeita da história de Ponta Grossa - assim como Elizabeth Schmidt (PSD) e Keyla Sanson (PATRIOTA). Em 2018, Mabel já conquistou o título de primeira deputada estadual da história de Ponta Grossa e também dos Campos Gerais. “Eu tenho me dedicado muito a fazer um mandato preocupado com as mulheres e, se eleita, vou criar a Secretaria da Mulher na Prefeitura para tratar questões relativas às mulheres na nossa cidade”, destacou Mabel. (As informações são do Portal aRede)

Assista: