Fechar
Segunda, 22 de abril de 2024
Segunda, 22 de abril de 2024
Cidades 20/02/2024

Professores de Tibagi receberam reajuste de 42,11% nos últimos 4 anos

Com um dos maiores salários base da região, apenas os professores contratados recentemente não recebem o piso salarial estabelecido pelo MEC para 2024

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Professores de Tibagi receberam reajuste de 42,11% nos últimos 4 anos

A Prefeitura de Tibagi, através da Secretaria de Educação e Cultura, investe alto na educação do município. Além do investimento em infraestrutura e equipamentos, como a construção das três novas escolas e a aquisição de tablets para os alunos, o município também investe no principal agente transformador da educação: o professor.

Nos últimos quatro anos os professores de Tibagi receberam reajuste salarial de 42,11%.  Em 2021, o reajuste foi de 5,20% (através da Lei nº 2.835). Em 2022 foram três reajustes para atender ao novo piso estabelecido pelo governo federal: 12% (Lei nº 2.913), 3,09% (Lei nº 2.835) e 9,7% (Lei nº 2.835). Um aumento total de 24,79% com efeito retroagido para o mês de janeiro do mesmo ano. Em 2023 o aumento foi de 7,50% (Lei nº 3.007). Por fim, em 2024, o reajuste foi de 4,62% (Lei nº 3.093).

Com isso, o salário base do professor tibagiano é um dos maiores da região. O professor com 20h semanais recebe R$ 2.162,57 e o professor 40h recebe R$ 4.324,14. Atualmente, apenas 5,58% dos professores do município recebem menos que o piso salarial estabelecido pelo MEC para 2024 e são aqueles contratados recentemente. Isso corresponde a 29 professores do total de 167.

Além da questão salarial, os professores de Tibagi também recebem outras vantagens. Uma delas é a hora-atividade, estabelecida pelo Plano de Carreira do Magistério (Lei nº 2.574/2015). Os profissionais têm direito a 18 e 36 horas atividades para 20h e 40h, respectivamente. (Com assessoria)