Fechar
Domingo, 25 de fevereiro de 2024
Domingo, 25 de fevereiro de 2024
Cidades 27/11/2023

AMCG e AMP reforçam parceria e convocam prefeitos para Assembleia

Líderes políticos destacam a importância da união entre as prefeituras em prol do desenvolvimento regional. Evento em dezembro deve debater pautas municipalistas

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
AMCG e AMP reforçam parceria e convocam prefeitos para Assembleia

A presidente da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) e prefeita de Carambeí, Elisangela Pedroso, se reuniu nesta segunda-feira (27) com o presidente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e prefeito de Santa Cecília do Pavão, Edimar Santos. Na oportunidade, os líderes políticos reforçaram a importância da união entre as cidades em prol do desenvolvimento.

Edimar também convocou Elisangela e todos os gestores e gestoras da AMCG a participarem da Assembleia da AMP, que ocorrerá no dia 6 de dezembro, às 13h, em Curitiba. O encontro será realizado de maneira presencial e online. 

Durante o evento, será realizada a apresentação de contas da AMP e também será reforçada a mobilização das prefeituras em torno da pauta municipalista, como o veto ao PLP 334/2023, que reduz para 8% as alíquotas das contribuições sociais a serem pagas ao Regime Geral de Previdência Social pelos municípios; e a PEC 14/2023, que atualiza os valores dos programas federais defasados.

Pautas municipalistas

Elisangela também avaliou a importância dos temas que serão abrodados na Assembleia em relação aos interesses das prefeituras. “Existe uma mobilização junto aos deputados federais e senadores para que ocorra uma força-tarefa pela derrubada do veto do presidente com relação ao PLP 334/2023. É de suma importância a redução para 8% na alíquota da contribuição social, haja vista que os municípios já arcam com despesas que não são de sua responsabilidade. O que sobra em recursos livres vem para aumentar as políticas públicas. Atualmente, é muito pesado para a administração. Essa redução vem trazer um fôlego para o caixa dos municípios”, explicou.

A presidente também citou as dificuldades enfrentadas pelas prefeituras. “A PEC que atualiza os valores de programas federais defasados é algo que nós estamos esperando há muito tempo. Esse valor não é atualizado há anos. Tudo está muito caro. A cada R$ 1 real que você recebe do Governo Federal, o município precisa colocar R$ 2 em cima para gerir um projeto, por exemplo. Hoje, os municípios arcam cada vez mais com a responsabilidade de tudo. Isso não é justo. A fatia menor sempre fica para os municípios”, apontou.

Agradecimento

A representante dos Campos Gerais também fez um agradecimento especial ao presidente pela presença e pelo seu trabalho. “Obrigado, Edimar, pelo seu trabalho e pelo seu carinho pelos municípios do Paraná. Você está brilhando na administração da AMP e dando um suporte muito importante aos municípios. Era isso que nós precisávamos”, comentou.

Edimar agradeceu pelos elogios e destacou o trabalho de Elisangela, a única mulher que preside uma associação regional no Paraná. “Você demonstra força, garra e competência tanto na AMP quanto na AMCG. A AMP e a AMCG são a casa dos municípios”, disse. (Com assessoria)