Fechar
Sábado, 15 de junho de 2024
Sábado, 15 de junho de 2024
Eventos 05/11/2023

Espetáculo protagonizado por Amaury Lorenzo é atração deste domingo (5) no 51º Fenata

O ator, que vem se destacando também na televisão com o personagem Ramiro, na novela “Terra e Paixão”, está em cartaz com A Luta desde setembro de 2022, com sucesso de crítica e público

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Espetáculo protagonizado por Amaury Lorenzo é atração deste domingo (5) no 51º Fenata

Neste domingo (5), a programação do 51º Festival Nacional de Teatro (Fenata) da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) recebe o espetáculo A Luta, protagonizado por Amaury Lorenzo, ganhador do Prêmio Cesgranrio de Teatro, como melhor ator. A peça acontece às 20h30, no Ópera, com ingressos na bilheteria do Teatro, a partir das 18h.

O ator, que vem se destacando também na televisão com o personagem Ramiro, na novela “Terra e Paixão”, está em cartaz com A Luta desde setembro de 2022, com sucesso de crítica e público. “É um espetáculo que faz a gente recuperar um pouco do nosso orgulho de nossa identidade enquanto brasileiro, que ficou um pouco perdida nos anos anteriores. A gente está precisando desse resgate”, avalia Amaury Lorenzo.

Com direção de Rose Abdallah e dramaturgia de Ivan Jaf, A Luta é um monólogo teatral baseado na terceira parte do livro Os sertões, de Euclides da Cunha (1866-1909), que transforma o ator em um rapsodo que conta, em uma longa prosa épica, as batalhas ocorridas em Canudos, em 1896, entre os homens e mulheres chefiados por Antônio Conselheiro e as forças militares da República, recém-proclamada no Brasil (1889).

Da mesma maneira que os rapsodos cantavam a Ilíada e a Odisseia de Homero, mantendo essas longas epopeias vivas pela fala e a memória, antes de poderem ser escritas, pode-se imaginar a Guerra de Canudos, segundo a visão de Euclides da Cunha, sendo narrada por um “contador de História” diante de uma plateia. Um só ator, usando a fala e o corpo, conta as sucessivas investidas do exército brasileiro contra o arraial e a reação de seus habitantes.

Nessa terceira e última parte de Os Sertões Euclides criou uma simbologia poderosa, abandonando a linguagem acadêmica para traduzir jornalisticamente uma guerra de ideias: a luta entre as forças republicanas, que traziam a modernidade, contra o obscurantismo religioso, que alicerçava a monarquia; os brasileiros do litoral contra os do interior; as elites contra o povo; a fé contra a razão… para concluirmos que os dois lados acabaram se unindo pela intolerância e a violência.

Programação e ingressos

A programação do Fenata continua até 9 de novembro. A programação completa está disponível em uepg.br/fenata. A entrada é livre em todas as peças, exceto as realizadas no Ópera durante a noite. Nessas, o ingresso custa 20 reais a inteira e 10 reais a meia. A venda acontece na bilheteria do Teatro e inicia 30 minutos antes da peça.

A classificação indicativa do espetáculo A Luta é 14 anos.

O Fenata

O 51º Fenata é realizado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e pela Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Institucional, Científico e Tecnológico (Fauepg); tem patrocínio da Itaipu Binacional, do Serviço Social da Indústria (Sesi), da Belgotex do Brasil e da Unimed Ponta Grossa; e conta com o apoio da Secretaria Municipal de Turismo de Ponta Grossa, do Conselho Municipal de Turismo de Ponta Grossa (ComturPG), da Secretaria Municipal de Cultura de Ponta Grossa, da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio) e do Serviço Social do Comércio (Sesc) e promoção da RPC. (Com assessoria)