Fechar
Segunda, 22 de abril de 2024
Segunda, 22 de abril de 2024
Ponta Grossa 26/05/2023

IPTU 2023 tem quase 60 mil inadimplentes em Ponta Grossa

Esse número representa cerca de R$ 16,5 milhões a menos nos cofres municipais que poderiam ser investidos em infraestrutura, saúde e educação

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
IPTU 2023 tem quase 60 mil inadimplentes em Ponta Grossa

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria da Fazenda, fez um balanço referente ao pagamento do IPTU 2023, após o vencimento da 3ª parcela do tributo, ocorrido na última segunda-feira (22). Conforme o levantamento, quase 60 mil contribuintes não fizeram nenhum pagamento referente ao IPTU 2023.

“Seja em cota única, primeira, segunda e terceiras parcelas, o número de inadimplentes é alto, representando cerca de R$ 16,5 milhões. Esses recursos fazem muita falta aos cofres do município, principalmente na infraestrutura”, afirmou o secretário da Fazenda, Cláudio Grokoviski, ressaltando que do total arrecadado com o IPTU, 25% é investido em Educação e quase 22% na Saúde, restando 53% para outras áreas.

O secretário afirmou que medidas deverão ser tomadas para “lembrar” os contribuintes sobre o pagamento do imposto. “O município já está intensificando a cobrança através de notificações via correio ou por whatsapp daqueles contribuintes que já se cadastraram”, alertou.

Por fim, Cláudio Grokoviski destaca que dentro de um programa de justiça fiscal, prevalece o “prestigio” ao bom pagador com sorteio de prêmios no final do ano, por isso não há intenção da abertura de programa de refinanciamento de dívidas neste exercício.

O contribuinte que fica inadimplente com o município deixa de ter a certidão negativa de débito. Além disso, após as notificações, os débitos podem ser enviados para cobrança judicial, o que acresce ao valor original com juros, custas processuais e honorários advocatícios.

Para evitar essa cobrança, o munícipe pode usar os canais digitais para regularizar as pendências, ou procurar diretamente com a prefeitura, pagando à vista ou parcelado em até 48 vezes. (Com assessoria)