Fechar
Segunda, 20 de maio de 2024
Segunda, 20 de maio de 2024
Política 22/05/2023

Manter equilíbrio das contas e geração de empregos são desafios da gestão de Alvaro Telles em Castro

Obras e investimentos nas áreas da educação e social são destaques do governo de Castro. O prefeito está há um ano no comando do Município; ele sucedeu Moacyr Fadel, eleito deputado estadual

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Manter equilíbrio das contas e geração de empregos são desafios da gestão de Alvaro Telles em Castro

Ceres Regina de Aguiar Vieira, especial para os Blogs do Doc.com e do Johnny

Faltando 20 meses para o término do mandato dos prefeitos eleitos e reeleitos, muitos foram e ainda são os desafios daqueles que iniciaram a gestão em meio à pandemia da Covid-19 e que mudou o cenário mundial, afetando o dia a dia das pessoas, os rumos da economia, e claro, a administração dos municípios. Paralelo a isso, o Brasil viveu eleições para Governo do Estado e Presidência da República, assistiu a uma onda crescente de ataques a escolas e está na expectativa de novos rumos para a economia. Os Blogs do Doc.com e do Johnny conversaram com os prefeitos que integram a Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) e a Associação dos Municípios do Centro Sul do Paraná (Amcespar) para saber como cada um enfrentou essas situações, o que fez e quais as expectativas para esses meses que ainda têm pela frente. Dando sequência a série de reportagens, a entrevista desta segunda-feira (22) é com o prefeito de Castro, Alvaro Telles (União).

BD/BJ - O senhor já completou pouco mais de um ano de mandato. Quais foram as maiores dificuldades e as maiores conquistas da administração até agora?

Alvaro Telles - Entre as dificuldades podemos destacar o fato de estarmos no período pós-pandemia, isso ainda afeta a administração, em âmbito local, estadual, nacional e até global, como sabemos, tanto economicamente como para o desenvolvimento de novos projetos. Muita coisa ficou parada e agora temos que retomar. Já, algumas das conquistas que podemos destacar estão na área da educação, como a construção do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) no Jardim Bailly e o reajuste no piso dos professores do Município, de 15%. Neste ano também inauguramos o Complexo Esportivo de Areia Professor Marcial Rugiski, cuja obra recebeu investimento de cerca de 180 mil reais. O Executivo, nesse período também fez a concessão pública de novas áreas para expansão de empresas castrenses, e recentemente, a entrega do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Janina Maria de Macedo de Almeida, no Jardim Alvorada.

BD/BJ - Qual foi o impacto da pandemia na arrecadação do município e no repasse dos recursos federais e estaduais e como a administração lidou com isso?

Alvaro Telles - Assim como ocorreu com os demais municípios, Castro também sofreu direta e indiretamente as consequências da pandemia. As prioridades se tornaram outras, e foi preciso dar outro direcionamento aos projetos. Os anos de 2021 e 2022 foram os mais difíceis, até porque o cenário era muito incerto, agora já estamos em clima de retomada, ainda existem dificuldades, mas acreditamos que tudo fluirá mais a partir deste ano.

BD/BJ - Os municípios foram impactados com a onda de ameaças de violência contra as escolas. Como a administração está trabalhando para garantir a segurança?

Alvaro Telles - Assim que tivemos conhecimento sobre essas ameaças, nos reunimos com a Secretaria de Segurança Pública, Secretaria de Educação, Guarda Municipal e com representantes das Polícias Civil e Militar do Município para juntos pensarmos em medidas que pudessem conferir mais segurança aos nossos alunos e no ambiente escolar como um todo. Durante parte do mês de abril viaturas, da Polícia Militar e Guarda Municipal também se revezaram nas portas das escolas e, na medida do possível, policiais e guardas municipais acompanharam entrada e saída dos alunos. Para o futuro, estamos estudando as vulnerabilidades de cada unidade, para vermos onde devemos reforçar a segurança. A Secretaria de Educação, por exemplo, está sob a incumbência de fazer levantamento sobre os prédios que abrigam escolas e CMEIs em Castro, com o objetivo de identificarmos itens como muros que precisam ser levantados, entre outros.

BD/BJ – Qual o maior desafio dessa gestão ainda por vencer?

Alvaro Telles - Um dos principais desafios é equilibrar a arrecadação, os gastos e a execução de todos os projetos, sem deixar as prioridades descobertas. O Município de Castro é o terceiro maior em extensão rural no Estado, desta forma, a manutenção das estradas rurais também é um grande desafio para a administração, afinal, temos plena consciência da importância dessas vias para nossos produtores rurais. A geração de empregos também é uma demanda de grande importância, queremos trazer mais empresas e indústrias para a cidade e, apoiar o aprendizado entre os jovens para que o Município tenha mão de obra de qualidade.

BD/BJ – Nestes 20 meses que faltam para terminar o mandato, qual a sua expectativa e o que os munícipes podem esperar?

Alvaro Telles - A minha expectativa é poder atender, em tudo o que estiver ao meu alcance, a expectativa da população castrense. Já os municípios estão, todos, em fase de adaptação, com um novo governo e novas realidades políticas, mas independente de sermos situação ou oposição, queremos que o Brasil, os estados e os municípios tenham condições de crescer economicamente, atendendo de forma justa as suas comunidades, e reduzindo desigualdades. Para Castro, em especial, esperamos uma aproximação que permita desenvolvimento e solidez.

BD/BJ - Como o senhor avalia a gestão do governador Ratinho Junior e do Presidente Lula?

Alvaro Telles - Quanto a atuação do governador Ratinho Junior, temos visto um esforço que visa não deixar nenhum município sem atenção, esperamos esse mesmo ânimo até o final da gestão. Quanto ao governo federal, ainda é cedo para avaliar o trabalho do Presidente Lula, mas sem dúvida torcemos por uma administração bem feita, coerência nas escolhas, e atenção bem distribuída em todas as regiões do país. Ele terá grandes desafios pela frente e um país dividido politicamente falando, mas o foco deve ser num crescimento sustentável e num trabalho digno do país que ele está tendo a oportunidade novamente de gerir.

BD/BJ - Ano que vem é ano de eleição municipal, o senhor já tem definido se será candidato a reeleição ou já tem definido quem será o candidato do seu grupo?

Alvaro Telles - Ainda não temos essas definições, e nem nomes para serem indicados.