Fechar
Sábado, 15 de junho de 2024
Sábado, 15 de junho de 2024
Ponta Grossa 10/05/2023

Inadimplência do IPTU 2023 chega a 50% em algumas ruas de Ponta Grossa

Em várias ruas o percentual de contribuintes que não pagaram o tributo está acima de 30%

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Inadimplência do IPTU 2023 chega a 50% em algumas ruas de Ponta Grossa

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria da Fazenda, fez um levantamento das ruas onde há maior índice de inadimplência do IPTU/2023. Após o pagamento da cota única, primeira e segunda parcelas do tributo, o sistema de controle encontrou regiões e ruas da cidade com índice de inadimplência acima de 30%.

Entre as ruas que apresentam o maior percentual de contribuintes que não efetuaram o pagamento do imposto estão as ruas Eduardo Burgardt, com mais de 55% de inadimplência; Souza Naves, 51,45%; Cinamomo, com 51,25%; Andrade Neves, com 51,03% e Ataulfo Alves, com 50,64%. Algumas ruas do centro da cidade, como Santos Dumont; Sete de Setembro e Balduíno Taques, também aparecem no levantamento, conforme é possível conferir na tabela em anexo.

De acordo com o secretário da Fazenda, Cláudio Grokoviski, medidas deverão ser tomadas para “lembrar” os contribuintes sobre o pagamento do tributo. “Pelo fato de algumas regiões apresentarem inadimplência acima de 50%, o município estará nos próximos dias intensificando a cobrança através de notificações via correio ou por whatsapp daqueles contribuintes que já se cadastraram”, afirma.

Cláudio Grokoviski explica ainda que em valores totais a inadimplência apurada está na casa de 28,71% do valor total lançado e devido até a 2ª parcela.

“São quase R$ 10 milhões que já deixaram de entrar nos cofres do município nesses primeiros 04 meses”, aponta Grokoviski, enfatizando que são valores que fazem muita falta para o município. “O IPTU é uma receita própria muito fundamental para os cofres municipais. Do total arrecadado, 25% é investido em Educação e quase 22% na Saúde, restando 53% para outras áreas”, explicou o secretário.

Terceira parcela

Para os contribuintes que optaram pelo pagamento parcelado do IPTU 2023, a 3ª parcela vence no dia 20 de maio. Para quem pretende saldar os débitos, é possível ter acesso as parcelas e aos valores vencidos no portal do contribuinte: https://servicos.pontagrossa.pr.gov.br/portal-contribuinte/consulta-carne

Cobrança judicial

O contribuinte que fica inadimplente com o município deixa de ter a certidão negativa de débito. Além disso, após as notificações, os débitos podem ser enviados para cobrança judicial, o que acresce ao valor original com juros, custas processuais e honorários advocatícios.

Para evitar essa cobrança, o contribuinte pode usar os canais digitais para regularizar as pendências, ou procurar diretamente com a prefeitura, pagando à vista ou parcelado em até 48 vezes.

Ainda conforme Cláudio Grokoviski, não há nenhuma previsão para a realização de qualquer programa de desconto de multas ou de juros para as dívidas em aberto. “Vamos continuar premiando aquele contribuinte que honra com seus compromissos em dia, com o sorteio de carro, moto e 20 prêmios de R$ 2.000,00 no final do ano”, ressalta o secretário.

 

Rua | Inadimplência após vencimento da 2ª Parcela

Santos Dumont - 43,91%

Doutor Paula Xavier - 35,27%

Dr  Leopoldo Guimarães da Cunha - 32,53%

Visconde de Taunay - 37,80%

Souza Naves - 51,45%

Balduino Taques - 34,09%

Anita Garibaldi - 36,24%

Rua Cinamomo - 51,25%

Rua Eduardo Burgardt - 55,93%

Ermelino de Leão - 38,38%

Senador Flavio Carvalho Guimarães - 46,19%

Sete de Setembro - 48,18%

Rua do Rosário - 34,78%

Leopoldo Froes - 49,87%

Teixeira Mendes - 36,52%

Valério Ronchi - 38,51%

Presidente Kennedy - 40,385

Felipe Justus - 38,45%

Nestor Guimarães - 31,49%

Andrade Neves - 51,03%

Ataufo Alves - 50,64%

Colombo - 38,52%

Casemiro de Abreu - 49,95%

Dr João Cecy Filho - 46,21%

(Com assessoria)