Fechar
Domingo, 25 de fevereiro de 2024
Domingo, 25 de fevereiro de 2024
Ponta Grossa 14/03/2023

Prefeitura e SEAB buscam estratégias para atender agricultores de PG

As fortes chuvas registradas na semana passada prejudicaram as estradas rurais do município de Ponta Grossa, causando uma série de transtornos

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Prefeitura e SEAB buscam estratégias para atender agricultores de PG

As fortes chuvas registradas na semana passada prejudicaram as estradas rurais do município de Ponta Grossa, causando uma série de transtornos. Com o objetivo de definir ações para atender as localidades atingidas, uma reunião foi realizada nesta segunda-feira (13), entre a Prefeitura de Ponta Grossa e técnicos da Secretaria de Estado do Abastecimento (SEAB) e do Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR).

De acordo com o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Bruno Costa, equipes da Prefeitura já vêm atuando nas estradas rurais para melhorar as condições das vias e resolver os problemas. “Hoje mesmo quatro equipes do programa Caminhos do Agro estão trabalhando em Guaragi, Itaiacoca, Alagados e Taquari dos Polacos”, afirmou.

O secretário afirmou também que as chuvas da semana passada, além de prejudicarem o avanço do trabalho que vem sendo realizado desde dezembro, causaram danos em estradas que já haviam sido trabalhadas. “O nível de água em muitos trechos ficou acima do leito da estrada, ocasionando o surgimento de valetas.”, disse o secretário.

De acordo com Marcelo Ferreira Hupalo, chefe do Núcleo Regional da Secretaria de Estado do Abastecimento (SEAB), os danos causados às estradas rurais do município ainda não afetaram de forma muito drástica em termos de produção. “Nossa preocupação é com as estradas para o escoamento da safra”, explicou.

Marcelo Hupalo lembrou ainda que outros municípios também estão enfrentando as mesmas dificuldades. Porém, segundo ele, não há o que fazer, enquanto a chuva não der uma trégua. “Em fevereiro nós tivemos 70% por cento dos dias com chuva, o que representa 40% acima da média histórica para o mês. Só na quinta-feira passada, em alguns pontos específicos chegou a chover 86 milímetros”, finalizou.

Também participaram da reunião a gerente regional do Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR), Luciane Curtes, Luiz Alberto Wantroba e André Luiz Iurko, economistas do Departamento de Economia Rural (DERAL). (Com assessoria)