Fechar
Quinta, 02 de fevereiro de 2023
Quinta, 02 de fevereiro de 2023
TV Doc 14/12/2022

Elizabeth Schmidt avalia Governo e projeta os 200 anos de PG no Doc.com

Prefeita de Ponta Grossa conversou com o jornalista Eduardo Farias nesta quarta (14). Ela fez um balanço das ações desempenhadas nos dois primeiros anos do mandato, com ênfase nas áreas da Educação, Saúde e Infraestrutura

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Elizabeth Schmidt avalia Governo e projeta os 200 anos de PG no Doc.com

A prefeita de Ponta Grossa, Elizabeth Schmidt (PSD), conversou nesta quarta-feira (14) com o jornalista Eduardo Farias, no programa Doc.com, direto do Planalto Select Hotel.

Na pauta, as ações que foram adotadas pela administração municipal ao longo dos dois primeiros anos do Governo, e também as projeções para a outra metade do mandato, com destaque para a criação do Gabinete formado para avaliar e colocar em prática as iniciativas que vão marcar os 200 anos de Ponta Grossa, em 2023.

Na área da Infraestrutura, Elizabeth ressaltou que existe um Projeto de Lei a ser enviado à Câmara que prevê um financiamento de mais R$ 200 milhões para pavimentação, que vão se somar aos mais de R$ 100 milhões que já estão em execução.

Na Educação, a prefeita comemora o anuncio de mais de R$ 38 milhões para a construção de 8 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), contemplando o Núcleo 31 de Março, Vila Hilgemberg, Vila Izabel, Recanto Brasil, Santa Marta, Núcleo Rio Verde, Parque Nossa Senhora das Graças e San Martin.

Na Saúde, Elizabeth reconhece que é a área com maior demanda, e elenca uma série de ações que vem sendo tomadas para melhorá-la. Segundo a prefeita, a prioridade é a atenção básica, com a reforma de todas as unidades de saúde até o final do mandato, além da contratação de mais médicos para atender a população. Dar boas condições para as duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da cidade também é prioridade.

Em relação aos hospitais, a prefeita ressalta que o atendimento de média e alta complexidade é de responsabilidade do Estado, e que tem trabalhado constantemente junto à Secretaria de Estado de Saúde (SESA) para que a cidade receba os investimentos necessários para suportar a demanda.

Assista a entrevista na íntegra: