Fechar
Quinta, 02 de fevereiro de 2023
Quinta, 02 de fevereiro de 2023
Ponta Grossa 08/12/2022

APP-Sindicato comemora 60 anos em Ponta Grossa

Para relembrar o histórico de atuação da entidade, houve apresentação de vídeos e fotos, além do relato pessoal de professores que dirigiram a APP-Sindicato desde a década de 1970

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
APP-Sindicato comemora 60 anos em Ponta Grossa

A APP-Sindicato, instituição que representa os professores e funcionários de escolas da Secretaria de Educação do Estado do Paraná, reuniu sindicalizados, diretores de sindicatos parceiros, representantes de parlamentares e a imprensa numa comemoração para marcar os 60 anos de fundação do Núcleo de Ponta Grossa.

Para relembrar o histórico de atuação da entidade, houve apresentação de vídeos e fotos, além do relato pessoal de professores que dirigiram a APP-Sindicato desde a década de 1970, como a professora Isolde Andreata, a primeira mulher a presidir a instituição no Paraná (1988-1991), e dos presidentes do Núcleo de Ponta Grossa, professores José Kasnodzei (1991) e Carlos Renato Fustenberg (1979, 1988), além da atual presidente da APP no Estado, Walkiria Mazeto.

“O Núcleo Sindical de Ponta Grossa completou 60 anos ainda em agosto, mas devido a vários fatores, conseguimos fazer a comemoração apenas agora, em dezembro. O evento mostrou a força que a APP-Sindicato tem na cidade, com a participação de representações importantes de outras instituições da cidade e com a adesão dos sindicalizados”, disse o presidente do NS da APP em Ponta Grossa, Tércio Alves do Nascimento.

Durante o evento, foram relembradas as inúmeras lutas pelos direitos das trabalhadoras e trabalhadores da Educação, as greves históricas e ressaltado o atual momento de reivindicações da categoria na defesa de educadores e educadoras, assim como da classe trabalhadora como um todo.

“Vivemos momentos muito difíceis para quem dedica sua vida a ensinar nossos jovens. Recentemente, os governos tem atuado de forma muito prejudicial, retirando direitos, achatando salários e sucateando a Educação com retirada de recursos. No entanto, a APP-Sindicato permanece forte e cada vez mais ativa na luta”, ressaltou o professor Tércio. (Com assessoria)