Fechar
Sábado, 01 de outubro de 2022
Sábado, 01 de outubro de 2022
Política 22/09/2022

Gestão Ratinho Junior adota medidas de integração e inteligência na Segurança Pública

O Paraná reforçou a força-tarefa de combate aos crimes fronteiriços, em especial ao tráfico de armas, drogas, contrabando e descaminho

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Gestão Ratinho Junior adota medidas de integração e inteligência na Segurança Pública

Para alcançar melhores resultados, tanto na prevenção à criminalidade quanto no desenvolvimento de ações de combate ao crime organizado, o governador Ratinho Junior (PSD) determinou a reativação do Gabinete de Gestão Integrada de Segurança Pública Estadual e implementou mais dois: o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) do Litoral e o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) de Fronteira.

A integração também é parte da Cidade da Polícia, que conta com o Centro de Integração, Inteligência e Planejamento, onde estão sediados órgãos competentes à Secretaria, e o Centro Operacional, onde ficam integrantes de todas as forças policiais, além do Disque-Denúncia 181, Centro Integrado de Comando e Controle do Sul e equipes de combate ao crime organizado.

“A ideia de agregar as cúpulas das instituições de segurança pública, seus órgãos auxiliares e unidades especializadas, tem a finalidade de proporcionar a concentração de informações e dar agilidade no cumprimento de determinações”, explicou o governador.

O Paraná reforçou a força-tarefa de combate aos crimes fronteiriços, em especial ao tráfico de armas, drogas, contrabando e descaminho, de acordo com Ratinho Junior. “Nos 139 municípios que abrangem a área de fronteira do Estado, foram intensificadas operações conjuntas e inauguradas novas sedes, além dos investimentos em veículos, fuzis, binóculos, coletes balísticos e pessoal”.

O Estado inaugurou novas sedes das Companhias do Batalhão de Polícia Militar de Fronteira em Santo Antônio do Sudoeste e em Umuarama. Também iniciou a construção da Companhia do Batalhão de Polícia de Fronteira de Guaíra, em parceria com a Itaipu Binacional. Além disso, foi construída a sede definitiva do Batalhão de Fronteira em Marechal Cândido Rondon.

O Paraná também reforçou a rede de combate aos crimes de violência doméstica. Medidas como registro de boletim de ocorrência online, implementação e difusão do botão do pânico para todas as comarcas ligadas ao Poder Judiciário e ampliação de unidades que oferecem atendimento especializado para vítimas do crime foram essenciais para fornecer um atendimento cada vez mais humanizado.

Tecnologia

No campo da tecnologia para gestão em segurança, o Paraná implantou o Olho Vivo, que modernizou a estrutura de videomonitoramento através da integração de monitoramento por câmeras. Foram adquiridos equipamentos eletrônicos, tecnológicos e de infraestrutura para centros de videomonitoramento em 28 localidades. Já são mais de 2 mil câmeras interconectadas.

A ele se soma o projeto Projeto Falcão, que utiliza drones e aeronaves tripuladas para suporte aéreo às equipes policiais em terra. Os helicópteros contratados contam com câmera HD e sistemas de geolocalização. Eles também operam à noite. Paralelamente, foi finalizado o processo seletivo interno para o recrutamento e formação de 20 novos pilotos, sendo que sete já concluíram o curso e estão na escala de serviço.

“As diretrizes para se ter uma segurança pública de qualidade são a presença física do policial na rua e muita tecnologia e inteligência. Por isso essa modernização, esse crescimento da estrutura disponibilizada para a Segurança Pública. São viaturas, helicópteros, drones e o que existir de alta tecnologia para garantir o bem-estar dos paranaenses”, afirmou o governador. “É uma repaginação de investimentos para mudar a história da Segurança Pública do Paraná”.

Somente durante os últimos anos, mais de 2 mil viaturas foram adquiridas para a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil e distribuídas por todo o Paraná. Além disso, foram compradas vans totalmente equipadas para dar suporte à Polícia Militar e servir de bases móveis de policiamento ostensivo e aplicação em locais com maior incidência de ocorrências, e motocicletas BMW destinadas às equipes de patrulhamento. (Com assessoria)