Fechar
Segunda, 27 de junho de 2022
Segunda, 27 de junho de 2022
Castro 20/04/2022

Casa Pop já realizou mais de 500 atendimentos em Castro

Acolhidos são encaminhados para rede de serviços socioassistenciais

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Casa Pop já realizou mais de 500 atendimentos em Castro

Em dez meses de funcionamento, o Serviço Especializado de Abordagem Social e a Casa Pop, que acolhem moradores em situação de rua, realizaram 566 atendimentos desde acolhimento, dispensação de passagem, encaminhamentos para atualização de Cadastro Único, alimentação, higiene, elaboração de currículo e direcionamento para ao Agência do Trabalhador. Dos 170 acolhimentos feitos no ano passado, 22 pessoas retornaram para as famílias.

Este ano, a Casa Pop já prestou atendimento a 78 acolhidos e cinco deles voltaram para suas casas. Também foram realizados outros 261 atendimentos e encaminhamentos para a rede de serviços socioassistenciais, como a regularização da documentação civil e orientação para vagas de emprego, entre outros. Cinco pessoas fixaram moradia em Castro após conseguir trabalho.

Iara dos Santos Volovicz, irmã de uma pessoa que se encontrava em situação de rua em Castro, ressaltou a importância do trabalho realizado pela entidade. “Sou grata à assistência social de Castro que se empenhou em nos contatar para dar a notícia de uma pessoa amada. Se esforçaram para que o encontrássemos e o trouxéssemos para casa”, disse.

Para Peterson Cirilo Coelho, a passagem pela Casa Pop significou mais do que apenas receber alimento e tomar um banho quente. Ele estava na rodoviária de Castro, foi abordado pela equipe do Serviço Especializado e levado para o acolhimento. Encaminhado para vaga de emprego, conseguiu trabalho e deixou a casa. “Agradeço a Deus por ter encontrado essas pessoas que me ajudaram a arrumar trabalho e voltar à sociedade”, disse.

Eziquiel Chaves, outro morador acolhido pela casa, destaca que foi abordado na rodoviária de Castro e a equipe ofereceu ajuda. Ele disse que na Casa Pop começou a transformação de sua vida e que um dia quer voltar para a família.

“Aqui aprendi muitas coisas, fui bem tratado e as pessoas estavam interessadas em me ajudar. Hoje estou trabalhando, recuperei minha dignidade e voltei a ser alegre. Agradeço a toda equipe que me ajudou. Que Deus abençoe a cada um”, disse.

A secretária municipal da Família e Desenvolvimento Social, Michelle Nocera Fadel, destacou a importância da Casa Pop no atendimento à população em situação de rua.

“Poder oferecer acolhimento e apoio a essas pessoas que muitas vezes fazem da rua sua moradia ou um meio de sobrevivência é gratificante. Nesses dez meses encaminhamos pessoas para suas famílias novamente, outras conseguiram trabalho e saíram das ruas. Isso é fazer a diferença na vida destas pessoas. É isso que as equipes do Serviço Especializado e da Casa Pop fazem. Acolhem essas pessoas e mostram que é possível um novo caminho para suas vidas”, ressaltou.

Atendimento

A Unidade de Acolhimento Institucional Provisório à População de Rua – Casa Pop - viabiliza à população em situação de rua atendimento digno, garantindo hospedagem, alimentação, higiene pessoal e segurança dos usuários com vínculos rompidos ou fragilizados, servindo de apoio para as ações do Serviço de Abordagem Social do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS) Aconchego.

O serviço prestado pela casa de passagem contribui para a construção de novos projetos de vida, respeitando as escolhas dos usuários e suas particularidades. Por meio dos atendimentos, busca amenizar as vulnerabilidades, seja no encaminhamento para a rede de serviços socioassistenciais, articulação para o retorno ao mercado de trabalho, busca e reintegração familiar.

“A casa de passagem é um espaço de acolhida, garantia de direitos e atendimento digno para a população em situação de rua. Aqui podemos identificar os diversos fatores que levam o indivíduo a buscar a rua como local de moradia e sustento, sendo os principais a ausência de vínculos familiares, perda de algum ente querido, desemprego, violência, perda da autoestima, alcoolismo, uso de drogas e doença mental. Cada pessoa que passa pela casa tem sua história de vida e nos traz grande aprendizado. É muito gratificante contribuir de alguma forma para a superação de suas vulnerabilidades, isso nos traz empatia nos coloca no lugar do outro e nos faz enxergar o mundo que nos cerca além do nosso ponto de vista”, ressalta a coordenadora da Casa Pop, Adriana Halat Kugler.

Para prestar melhor atendimento, a equipe da Casa Pop está em novo endereço e atende na Rua Humberto Mendes do Prado, 118, Jardim Arapongas. Os telefones de contato da Casa Pop são: 3233-3116 e 99927- 4189. (Com assessoria)