Fechar
Sábado, 02 de julho de 2022
Sábado, 02 de julho de 2022
Política TV Doc 02/06/2021

Por 9 a 8, Câmara rejeita abertura de investigação contra Felipe Passos

Em uma votação apertada, duas denúncias de quebra de decoro parlamentar contra o vereador do PSDB foram arquivadas pelo plenário

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
Por 9 a 8, Câmara rejeita abertura de investigação contra Felipe Passos

O vereador Felipe Passos (PSDB) não será investigado pela Câmara Municipal. As duas denúncias por quebra de decoro parlamentar foram arquivadas por 9 votos contra 8.

Uma das denúncias partiu dos vereadores Geraldo Stocco (PSB) e Josi do Coletivo (Psol), enquanto a outra partiu do Diretório Municipal do PSDB, assinada pelo presidente da legenda, Marcelo Rangel.

O teor das duas denúncias levavam em conta ação movida pelo Ministério Público do Paraná, após denúncia apresentada por Felipe Reis, ex-chefe de gabinete de Felipe Passos na Câmara. Ele acusa o parlamentar de ficar com parte dos salários dos assessores, a chamada 'rachadinha', e da prática de assédio sexual e moral.

Na semana passada, a juíza da 2ª Vara da Fazenda Pública, Luciana Virmond Cesar, acatou pedido do MP para bloquear até R$ 50 mil em bens de Felipe Passos, para que haja reserva de recursos para ressarcimento aos cofres públicos em caso de condenação pela prática de suposta 'rachadinha'.

Depois disso, os vereadores Stocco e Josi e também o PSDB municipal ingressaram com as denúncias, que nesta segunda-feira foram arquivadas.

Para a votação, foram convocados os suplentes dos três vereadores impedidos de votar, por terem interesse no processo. Felipe Passos deu lugar a Maurício Silva, Geraldo Stocco deu lugar a Marcelo Careca e Josi do Coletivo deu lugar a Hadassa Ojea.

A sessão desta segunda também marcou a posse do vereador Celso Cieslak (PRTB), que assume no lugar de Walter José de Souza (PRTB), que renunciou ao mandato após parecer da CPP pela cassação do mandato.

Como votaram os vereadores:

Contra abertura da investugação

Dr. Erick Camargo (PSDB)

Filipe Chociai (PV)

Léo Farmacêutico (PV)

Divo (PSD)

Paulo Balansin (PSD)

Celso Cieslak (PRTB)

Pastor Ezequiel (Avante)

Missionária Adriana (SD)

Leandro Bianco (Republicanos)

 

A favor da abertura da investigação

Joce Canto (PSC)

Marcelo Careca (PSB)

Maurício Silva (PSDB)

Hadassa Ojea (Psol)

Izaías Salustiano (PSB)

Julio Kuller (MDB)

Jairton da Farmácia (DEM)

Ede Pimentel (PSB)

 

*O vereador Dr. Zeca não estava presente na sessão

**O vereador Daniel Milla não vota por ser presidente da Casa. Somente em caso de empate

 

Se a justiça me condenar, eu renuncio, diz Passos

Antes da votação, Felipe Passos usou a palavra para solicitar que os demais pares não acatassem as denúncias, as quais classificou como "politiqueiras". Ele afirmou ainda que, em caso de condenação pela Justiça, irá renunciar ao mandato. O vereador do PSDB reiterou que é inocente e que irá provar no transcorrer do processo judicial.

O Blog conversou com o vereador Felipe Passos depois do resultado da votação. Veja abaixo: