Fechar
Sábado, 01 de outubro de 2022
Sábado, 01 de outubro de 2022
Ponta Grossa 17/03/2021

ACIPG se posiciona sobre o lockdown em Ponta Grossa

Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) emitiu na manhã desta quarta-feira (17) uma nota à imprensa

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
ACIPG se posiciona sobre o lockdown em Ponta Grossa

A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) emitiu na manhã desta quarta-feira (17) uma nota à imprensa em que se manifesta acerca do decreto da Prefeitura que estabeleceu lockdown no Município entre 18 e 28 de março.

Na terça-feira (16), a prefeita Elizabeth Schmidt (PSD) se reuniu com a diretoria da entidade para ouvir as sugestões do setor produtivo, antes de adotar as medidas que posteriormente vieram a constar no decreto publicado no início da noite de ontem.

A ACIPG reconhece que a situação é gravíssima e afirma esperar que as medidas adotadas possam frear a pandemia na cidade, bem como enfatiza que está ao lado e se solidariza com o empresariado, e que vai acompanhar as ações a serem aplicadas para a retomada das atividades econômicas.

Leia a nota na íntegra:

A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa acompanha apreensiva à gravíssima crise em nosso município nos últimos dias. Diante de um cenário alarmante e trágico, a ACIPG não se omite de seu papel na sociedade e participa ativamente de ações que busquem reverter a espantosa elevação de óbitos, ao mesmo tempo em que se preocupa com o empreendedor que necessita honrar os compromissos ao fim do mês. 

A ACIPG sempre estará ao lado do empresário, pronta para ouvir as suas angústias e buscar sanar os seus problemas, sobretudo após um ano que muito castigou. A dor do empreendedor também é da ACIPG, e ela está do lado do empresário nessa dura batalha. 

A decisão da prefeita em ouvir representantes do setor produtivo é louvável, bem como são inteligentes medidas como a suspensão do sistema de transporte coletivo e o fechamento de áreas de lazer, causadores de aglomerações e aceleradores de contágio. Da mesma forma, a ACIPG já está em diálogo constante com as autoridades para discutir ações a serem aplicadas para a retomada das atividades econômicas.

Sabe-se que tempos difíceis exigem medidas duras, e o principal alvo agora é reduzir o colapso em que se encontra o sistema de saúde, público e particular, em Ponta Grossa. 

O que se espera é que a decisão da prefeitura seja a mais acertada, que haja de fato uma redução na mobilidade das pessoas, que se intensifiquem as fiscalizações, e sobretudo, que haja responsabilidade e bom senso de todos. 

Momentos de dificuldade como este pedem a união de todos. São tempos duros, difíceis, mas que unidos poderemos vencer.