Fechar
Quarta, 28 de outubro de 2020
Quarta, 28 de outubro de 2020
Destaques 23/09/2020

BRDE atinge marco de mais de R$ 900 milhões em contratos no Paraná

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
BRDE atinge marco de mais de R$ 900 milhões em contratos no Paraná

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) atingiu a marca de R$ 900 milhões em contratos no Paraná, em menos de nove meses – de janeiro até o início de setembro. Nos três estados do Sul, o valor chega a R$ 2,2 bilhões em contratos.

Na análise aprofundada dos contratos celebrados até o momento no Paraná, o BRDE apresentou aumento de 320% nos financiamentos de projetos de micro e pequenas empresas e 75% para médias empresas paranaenses.

Os projetos de eficiência energética e energias renováveis também têm destaque: tiveram aumento de 36% em relação ao mesmo período de 2019, atingindo R$ 294 milhões em contratos no Estado. Já o Recupera Sul, Programa emergencial de crédito para recuperação da economia da região Sul, atingiu, por sua vez, a marca de R$240 milhões em contratos.

“Os números são expressivos e mostram que o BRDE esteve, mais do que nunca, ao lado do paranaense. Continuaremos trabalhando arduamente para manter e elevar estes marcos, fazendo ainda mais diferença na economia do Estado”, diz o vice-presidente e diretor de operações do BRDE, Wilson Bley Lipski.

Na região

Nos três estados, o montante de R$ 2,2 bilhões em menos de nove meses deste ano já é superior ao valor total de 2019Se considerado o mesmo período do ano anterior, o crescimento em créditos contratados é de mais de 65%. No que diz respeito a recursos próprios, o aumento, comparado ao ano passado, ultrapassa 170%.

Avanços que, segundo Wilson Bley Lipski, demonstram a rápida resposta do Banco diante da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.  “Na crise, não nos escondemos. Pelo contrário, criamos o Programa Recupera Sul, destinamos créditos para a recuperação das empresas e montamos uma força-tarefa em parceria com o Governo do Paraná e outros parceiros para promover a manutenção e geração de empregos no Estado”, Lipski.

Ele ressalta que, além disso, foi aumentada a possibilidade de crédito com recursos próprios e com novos contratos como, por exemplo, AFD (Agência Francesa de Desenvolvimento), CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina), FSA (Fundo Setorial do Audiovisual), Fungetur (Fundo Geral do Turismo) e Funcafé (Fundo de Defesa da Economia Cafeeira).

Mais informações sobre programas, linhas de crédito e atuação do BRDE no Paraná e nos outros dois estados do Sul no site www.brde.com.br/. (Com assessoria)