Fechar
Quarta, 20 de janeiro de 2021
Quarta, 20 de janeiro de 2021
Política 14/07/2020

"Se não saírem serão expulsos do DEM", diz Plauto sobre permanência de secretários no Governo Rangel

Ouça a notícia Tempo de leitura aprox. --
"Se não saírem serão expulsos do DEM", diz Plauto sobre permanência de secretários no Governo Rangel

O anúncio da saída do Democratas da base de apoio do Governo Marcelo Rangel (PSDB), divulgada com exclusividade pelo Blog na manhã desta terça-feira (14), provocou uma série de consequências no meio político. Uma delas foi a decisão dos secretários filiados no DEM em permanecerem no Governo, com o compromisso assumido junto ao prefeito de saírem do partido. Os secretários em questão são Eduardo Marques (CPS e Obras), Paulo Barros (Meio Ambiente) e Roberto Pelissari (AMTT).

Tal atitude provocou reação imediata no líder do DEM em Ponta Grossa, o deputado estadual Plauto Miró Guimarães Filho. Em conversa com o Blog, Plauto disse que, se os secretários não saírem em até três dias, conforme prevê o estatuto do partido em caso de descumprimento de linhas de atuação política, serão expulsos do DEM.

"Eles podem continuar no Governo. Isso é uma escolha de cada um, mas se não saírem efetivamente no partido serão expulsos", declarou Plauto, enfatizando que, quando uma pessoa se filia a um partido, é pra seguir o que o partido, em sua maioria, decide, e não para seguirem "interesses próprios".

Plauto enfatizou ainda que o DEM deixou o Governo por não concordar com atitudes como a abertura de licitação para concessão dos terminais de transporte coletivo por 35 anos, a tentativa de prorrogação do contrato com a Sanepar de forma antecipada e a prorrogação do contrato do lixo, bem como pelo entendimento de que a Prefeitura será entregue ao próximo prefeito em situação financeira difícil.

Leia também:

DEM "desembarca" do Governo Rangel

DEM emite nota em que informa saída do Governo Rangel

Após saída do DEM, secretários indicados pelo partido optam por ficar no Governo Rangel