Destaques

Vinícius Camargo ‘inaugura’ período da ‘janela partidária’ em PG

O período da chamada ‘janela partidária’ iniciou na última quinta-feira (05) e vai até 03 de abril. Dentro desse período um político pode mudar de legenda sem a possibilidade de perda do mandato, por conta da lei da fidelidade partidária. Em Ponta Grossa, é esperada uma série de trocas de partido entre os vereadores.

O primeiro deles a “inaugurar’ a janela foi o vereador Vinícius Camargo, que deixou o Partido da Mulher Brasileira (PMB), pelo qual se elegeu em 2016. Ele assinou a ficha de desfiliação, na quinta-feira, por entender que o partido “tomou outros rumos”, e disse que vai avaliar uma nova legenda para se filiar até o final do prazo permitido por lei.

“O PMB tomou outros rumos, rumos que não concordo. Por isso decidi que é hora de sair do partido. Agora estou conversando com outras legendas e até o prazo final devo decidir qual será o meu destino”, contou o vereador. Camargo é presidente da Comissão de Legislação, Justiça e Redação (CLJR), além de trabalhar por temas ligados à Justiça Fiscal e demandas do campo evangélico no Legislativo.

Reeleição

O parlamentar estuda uma possível candidatura à reeleição em outubro. “Nestes quatro anos na Câmara, fiz um bom trabalho, aprendi bastante. Eu já conhecia os meandros da vida pública e penso em buscar um novo mandato”, disse o vereador. Como a legislação eleitoral prevê que os partidos lancem chapas ‘puras’, apenas com candidatos próprios, para o Legislativo, Vinícius também deverá levar isso em conta na escolha da nova legenda.

Já conversando com outros partidos, Camargo defende que será “coerente” na escolha da nova legenda. “Vou escolher um partido que represente a minha ideologia, a ideologia do meu eleitorado e aquilo que acredito. Respeito todas as opiniões, isso faz parte do processo democrático, mas acho que o político deve estar em um partido em que ele se sinta bem e que pense de forma parecida com ele. Sou conservador nos costumes e liberal na economia, quero um partido que pense dessa forma”, destacou Camargo.

Provável destino

Um provável destino para a filiação de Camargo é o Republicanos, antigo PRB, partido ligado à Igreja Evangélica. Desde, é claro, que a legenda tenha condições de formar uma chapa competitiva com chances de alcançar uma ou mais cadeiras na Câmara. O nome de Camargo chegou a figurar entre os filiados do Republicanos há alguns meses, quando a direção do partido em Ponta Grossa mudou de grupo, saindo das mãos do vereador Pastor Ezequiel Bueno. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts