Ponta Grossa

Reitor afirma que finanças são transparentes na UEPG e irá recorrer de multa do TCE

Nesta segunda-feira (20), a assessoria de comunicação do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) informou que o Pleno julgou regulares com ressalvas as contas de 2018 da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), de responsabilidade do reitor Miguel Sanches Neto e de seu antecessor no cargo, Carlos Luciano Sant’ana Vargas. Mesmo assim, ambos foram multados individualmente em R$ 4.196,00 – quantia válida para pagamento em janeiro.

Sobre a decisão dos conselheiros do TCE, o reitor Miguel Sanches Neto afirmou, via assessoria de comunicação, que a sua administração prima pela transparência nas contas da instituição, e que nomeou um agente de compliance para acompanhar e dar suporte ao departamento Financeiro. Sanches Neto disse ainda que irá recorrer da decisão de multa aplicada pelo TCE.

Confira a nota enviada à imprensa na íntegra:

A UEPG mantém hoje suas atividades contábeis rigorosamente em dia, dando o máximo de transparência a todas as movimentações, e busca atender sempre as recomendações dos órgãos de controle. Para evitar falhas administrativas, a atual gestão nomeou um agente de compliance, que dará assistência especializada para melhorar os processos internos. Com relação à multa aplicada pelo TCE, a Procuradoria Jurídica da UEPG vai recorrer, uma vez que não houve nenhum prejuízo ao patrimônio público.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts