Depois de apresentar o projeto da Tarifa Zero no transporte coletivo de Ponta Grossa na quarta-feira (12) pela manhã, o prefeito Marcelo Rangel tem dedicado um bom tempo para tirar as dúvidas da população em relação à proposta, seja através das redes sociais ou dos veículos de comunicação da cidade. Por ser uma iniciativa inédita no país, envolvendo cidades de médio porte, e por mexer em um assunto de interesse público que é o transporte coletivo, existem muitas ponderações que estão sendo feitas ao projeto, e o prefeito tem buscado esclarecer os questionamentos.

Em uma das entrevistas concedidas à imprensa local, Rangel falou à Agora TV, emissora online da cidade, e explicou como irá funcionar na prática a proposta, que pretende usar os recursos oriundos da lei federal do Passe Trabalhador, para custear o sistema de transporte e proporcionar o acesso sem a cobrança de tarifa para toda a população, estabelecendo uma taxa a ser paga pelo empresariado por cada empregado registrado em carteira.

O projeto está em trâmite na Câmara, em regime de urgência, mas encontrou restrições por parte de vereadores da oposição, que querem mais tempo para discutir a proposta antes de votá-la. Entretanto, se não for aprovada ainda neste ano, não poderá ser implantada no ano que vem. Por se tratar de uma taxa, é necessário estar prevista de um ano para o outro.

Acesse e assista a entrevista concedida pelo prefeito à Agora TV:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts