Política

Eleições 2016: Comunicadores que serão candidatos devem deixar rádios e TVs a partir desta 5ª

Ricardo ZampieriPor força da legislação eleitoral comunicadores e apresentadores de Rádio e TV, que buscam cargos eletivos, devem deixar suas funções a partir desta quinta-feira (30). Portanto, nesta quarta-feira (29) foi a despedida, temporária, dos programas que apresentam ou comentam nas emissoras de rádio e televisão.

Entre os comunicadores que deixam as ondas do rádio para poder participar do pleito está o competente diretor da Rádio MZ FM, Ricardo Zampieri (SD), que vai em busca de uma cadeira na Câmara de Ponta Grossa. Apesar de jovem, Ricardo é o âncora do jornalismo da emissora no comando do MZ Notícias 1ª e 2ª edição e tem realizado um trabalho importante, de independência editorial, para levar as informações até o ouvinte.

MuriloQuem também deixa os microfones para concorrer a uma vaga no Legislativo é o comunicador Anderson Murilo (foto), pré-candidato pelo PSC. Ele apresenta o programa Central Sertaneja na Rádio Central aos sábados. Comunicador, empresário e formado em direito, se dispôs a colocar as suas ideias para levar uma cara nova à Câmara.

Outra figura que deixa os comentários no rádio é o chefe da Agência do Trabalhador de Ponta Grossa, Ruldof Cristhensen, que participa do Central de Notícias, nas Rádio Mundi FM e Central AM. Rudolf é advogado além de responder pela Agência do Trabalhador. É pré-candidato pelo PPS a uma cadeira no Legislativo. Ele também deixa o cargo na Agência para poder ser candidato.

Já na TV quem deixar a telinha é o repórter e apresentador do programa COP, da TV Vila Velha, Jefferson Namur, conhecido como Cascavel. Ele é pré-candidato a vereador pelo PV. Cascavel é conhecido na imprensa por realizar coberturas da notícias policiais na cidade.

Marcelo Rangel 23O prefeito Marcelo Rangel (PPS) também deverá se afastar dos microfones da Rádio Mundi FM e Central AM, já que é pré-candidato à reeleição. Rangel ganhou sua popularidade, que o credenciou a entrar na política, atuando como locutor em programas da ex-Rádio Mundial, agora Mundi FM, ao lado do seu irmão, o deputado federal Sandro Alex (PSD).

Para concorrer ao Legislativo, alguns vereadores terão que deixar suas participações no rádio, como é o caso de Altair Nunes Machado (PTN), o Taíco, Amauri Manosso (Rede), Valter José de Souza (Pros) e Antônio Laroca Neto (PDT).

O radialista Pedro Adalberto também deixa seu programa na Clube. Ele é pré-candidato pelo PPS. Na TV, o repórter Milton Antunes, conhecido em Ponta Grossa por ser sósia do ator norte-americano Sylvester Stallone, também deixa a telinha para ser candidato.

O que diz a lei:

No rádio e na TV 

A partir de 30 de junho, as emissoras de rádio e televisão estão proibidas de transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena, no caso de sua escolha na convenção partidária, de aplicação de multa e de cancelamento do registro da candidatura de quem tenha se beneficiado. 

Já a partir de 6 de agosto, as emissoras ficam impedidas, em sua programação normal e noticiário, de veicular propaganda política e dar tratamento privilegiado a candidato, partido ou coligação, entre outras restrições. 

(Fonte: TSE)

Confira outros Posts