Ouvidoria
Decreto que institui a Ouvidoria Geral do Município foi assinado pelo prefeito Marcelo Rangel, na presença de secretários e de representantes de entidades | Foto: Divulgação

O prefeito Marcelo Rangel assinou nesta quinta-feira (18), o decreto de criação da Ouvidoria Geral do Município. O decreto institui um instrumento de comunicação da administração pública com a população. Hoje, a Prefeitura possui as ouvidorias de Saúde e Segurança, e a Ouvidoria Geral vai oferecer um canal de comunicação sobre as outras demandas da população para a Prefeitura.

A Ouvidoria vai funcionar de modo abrangente com o objetivo de atender a todas as idades e classes sociais. Poderão ser feitas denúncias, busca de informações, críticas, elogios e sugestões. Vão ser abertos imediatamente os canais de telefone, correspondência e atendimento pessoal, no futuro também serão criadas redes sociais em plataforma digital.

Transparência

Rangel ressalta que a transparência é uma prioridade da gestão, pela coerência e responsabilidade com o dinheiro público. “Buscamos transparência não só pelos requisitos legais; nosso trabalho vai além. Vamos deixar isso registrado no nosso trabalho com o desempenho como gestores municipais”, conta Rangel.

Aproximação

A Secretária de Administração e Recursos Humanos, Elizabeth Schmidt, explica que o objetivo do órgão é aproximar a população da administração municipal e, ainda ressalta, que toda informação é bem-vinda. “A partir do momento que temos as solicitações, podemos mensurar quais bairros precisam de mais atenção e em qual setor. Assim, o prefeito e os secretários podem tomar iniciativas direcionadas para resolver a situação”, comenta a secretária.

A Ouvidoria vai funcionar no segundo andar da Prefeitura, na Rua Visconde de Taunay, 950, ao lado do setor de Recursos Humanos. As atividades da Ouvidoria Geral iniciam em 15 dias.

Confira outros Posts