Ponta Grossa

Dia do Agricultor: 73% das propriedades rurais de PG praticam agricultura familiar

Nesta terça-feira (28), comemora-se o Dia do Agricultor, data instituída em 1960, com o objetivo de celebrar os 100 anos de criação do Ministério da Agricultura. Com o passar dos anos, transformações e modernizações foram vivenciadas no campo, mas, a singularidade do trabalho do agricultor continua a mesma: plantar, cultivar e colher. Ser o responsável por produzir grande parte dos alimentos que a população brasileira consome no dia a dia.

Em Ponta Grossa, de acordo com os dados mais atuais do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), 73% das propriedades rurais do município possuem até 48 hectares de terra, sendo marcadas pela prática da agricultura familiar. É essa mesma população que utiliza suas produções diversas para comercialização nas feiras livres e como forma de obtenção de renda.

Com a rotina executada por esses agricultores, não é à toa que o êxito de seus trabalhos está em ver a população apreciando as culturas produzidas em suas propriedades, como é o caso do agricultor há 55 anos, Vitório Mrogenske. “Uma das minhas maiores alegrias é ver o cliente satisfeito em comprar um alimento saudável que eu produzi aqui no meu campo”, destaca o produtor rural.
Além de garantir a alimentação de sua família, Vitório é um dos agricultores que fornece alimentos para o programa Feira Verde e que participa das feiras do produtor da cidade. De acordo com o homem, são essas as atividades que garantem o sustento financeiro de sua família. “Minha principal fonte de renda é a venda que faço dos alimentos que produzo. Se não fossem esses serviços da Prefeitura, minha situação ficaria dificultada”, diz o agricultor.

INCENTIVO AOS AGRICULTORES

O Feira Verde é executado pela Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA) da Prefeitura de Ponta Grosa. O programa troca materiais recicláveis por hortifrútis e conta com a participação dos agricultores locais no fornecimento dos alimentos que são entregues para a população. Neste ano de 2020, 161 produtores rurais assinaram contrato com o Município. Em troca do abastecimento, eles recebem uma renda anual pelo trabalho prestado.

As feiras do produtor são outros instrumentos utilizados pelos agricultores para obtenção de renda e escoamento da safra. Conforme os dados da SMAPA, cerca de 35 produtores participam ativamente das quatro feiras realizadas na cidade, que são fiscalizadas e organizadas pela Prefeitura. O agricultor Jonas Franco é um dos produtores que vê na feira a sua principal forma de obtenção de renda. “Moro com mais três pessoas da minha família e cultivo vários tipos de hortaliças. Vou direto nas feiras, participei da feira delivery e hoje essa atividade é o que me mantém. Para mim é uma alegria ter a liberdade de administrar meu próprio negócio”, ressalta Jonas.

Além do Feira Verde e das feiras do produtor, a SMAPA constantemente realiza ações para fomentar a agricultura local e auxiliar o trabalho dos agricultores de pequenas propriedades em Ponta Grossa. Aproximadamente 100 produtores são beneficiados com os serviços feitos pelo Departamento de Infraestrutura Rural, que compreende a manutenção das estradas rurais e o Sistema de Abastecimento em Área Rural. Neste ano de 2020, cerca de 300 quilômetros de estradas rurais foram revitalizados e mais quatro poços artesianos devem ser instalados no município para beneficiar os produtores no escoamento de suas produções e em suas atividades diárias.

Segundo o secretário interino da SMAPA, Alexandre Oliveira, a intenção da secretaria neste ano é fomentar e auxiliar ainda mais a agropecuária no município. “Nós já modificamos o regulamento do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), estipulando em R$ 20 mil o valor anual de compensação aos agricultores que fornecem os produtos para os programas da Prefeitura. Uma das bandeiras deste ano também está em apoiar e auxiliar os produtores rurais com a criação de associações e cooperativas, para que consigam ter maior poder de negociação perante o mercado atacadista. A intenção é reconhecer esses trabalhadores e incentivá-los a serem também empreendedores e a conseguirem melhor qualidade de vida”, afirma Alexandre.

Para fornecer ao agricultor familiar mais uma opção de exploração em sua propriedade, a Prefeitura também disponibilizou nos últimos anos mudas de eucalipto dunni para 179 produtores de 19 comunidades rurais. A rentabilidade com a cultura do eucalipto pode durar de 12 a 15 anos, proporcionando a ampliação de renda das famílias, através do programa Poupança Verde. No último ano, ainda, 940 toneladas de calcário foram repassadas a 96 pequenos produtores rurais cadastrados no Programa de Fomento Agropecuário.

CELEBRANDO A DATA

Pelos trabalhos desenvolvidos na área rural do município, o secretário interino da SMAPA parabeniza os produtores rurais pelo Dia do Agricultor e agradece os benefícios que o grupo profissional traz para a população. “Precisamos reconhecer constantemente o serviço desses trabalhadores do campo, que trabalham diariamente para garantir o sustento de muitas famílias no país. Em tempo de pandemia do coronavírus, eles continuam produzindo e sendo os responsáveis por garantir uma alimentação saudável à população. Neste caso, o reconhecimento não é só aos pequenos produtores, mas a todos os agricultores, que através do agronegócio, colaboram para o abastecimento e para o crescimento da economia, representando 21% do Produto Interno Bruto (PIB) do país”, finaliza Alexandre.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts