Ponta Grossa

No Paraná, produtor rural utiliza canais digitais e aumenta vendas em 30%

Mercados, quitandas e restaurantes eram os principais clientes do olericultor Davi de Abreu Rocha, de Siqueira Campos, no norte pioneiro do Paraná, até março deste ano. Com a pandemia do coronavírus, o produtor rural viu a demanda por hortaliças e legumes orgânicos despencar. Foi então que decidiu comercializar os itens porta a porta. E para divulgar o trabalho ao cliente final precisou aprender a usar as redes sociais. A inclusão digital transformou o negócio de Rocha, que viu as vendas aumentarem 30% em meio à crise.

Conectar-se e aprender a usar aplicativos de mensagens e mídias sociais para promover produtos e serviços se tornou questão de sobrevivência para os pequenos negócios. Mas, para quem vive no campo, os obstáculos são maiores. Além da falta de prática para lidar com ferramentas digitais, muitos produtores enfrentam problemas com conexão de internet.

Atento a essa necessidade, assim que a demanda por seus produtos caiu, o olericultor de orgânicos Davi de Abreu Rocha procurou o Sebrae/PR em busca de ajuda. Recebeu consultorias em marketing digital, criou uma conta no WhatsApp Business, que utiliza para enviar a lista de hortaliças e legumes orgânicos disponíveis para venda aos clientes, e também passou usar o Facebook. “Só está faltando concluir a plataforma de pagamento, para eu enviar o link e o consumidor pagar pela internet”, conta, animado. As entregas são realizadas diariamente com um triciclo.

Inclusão digital

Além da inclusão digital do pequeno negócio, Rocha diz que tem conseguido se diferenciar no mercado porque é o único produtor da cidade que já possui a certificação de produtos orgânicos. Para ele, a crise revelou uma oportunidade de expandir a clientela e faturar mais.

“As vendas do Rancho do Abreu Orgânicos aumentaram em 30%. Pretendo continuar com esse modelo de trabalho após a pandemia”, comemora. Ele está à frente da Associação de Produtores da Agricultura Familiar de Siqueira Campos e, ciente da necessidade de conectar mais produtores com o cliente final, já divulgou as mudanças no negócio aos colegas.

O consultor do Sebrae/PR, Odemir Capello, detalha que a instituição tem contado com o apoio de prefeituras do norte pioneiro para capacitar os produtores rurais na utilização de ferramentas e plataformas online.

“Com atendimentos e capacitações a distância estamos auxiliando pequenos produtores a implantar novos canais de venda e se conectar com clientes via digital. Pontos essenciais para manter a comercialização da produção e as atividades”, detalha Odemir. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts