Destaques

Criminosos usam aplicativo WhatsApp para dar golpe em PG

Um empresário e uma revendedora tiveram suas contas de WhatsApp sequestradas por criminosos, que ao se passar pelas vítimas, pediram aos contatos salvos, para realizarem transferências bancárias ou depósitos. No caso do empresário, o sequestrador conseguiu arrecadar, aproximadamente, R$ 20 mil reais. Ambos os casos ocorreram neste mês.

Marcia Pedroso dos Santos recebeu na terça-feira (19) uma mensagem privada em seu Instagram, da franquia Cacau Show, a qual trabalha como revendedora há dois anos. O perfil da franquia solicitou que ela informasse seu número de WhatsApp, pois seria enviado um código de validação para ganhar um cupom de R$ 100 reais em compras de chocolate. Em seguida ela deveria informar ao perfil os números do código recebido.

Após isso, a revendedora não conseguiu ter mais acesso ao aplicativo através de seu celular.

“Minha sobrinha entrou na conversa comigo e eu estava online. Mas não tinha acesso ao meu WhatsApp […] Enquanto isso a pessoa que se passava por mim, pedia dinheiro emprestado para minha lista de contatos”, conta Marcia.

Ela conseguiu recuperar a conta depois de 2 horas.

Empresário

O mesmo ocorreu com João Batista, empresário da Jota Veículos, que também teve seu WhatsApp hackeado. Ele conta que alguém entrou em contato com a empresa telefônica TIM, alterou a titularidade de sua conta para outra pessoa, como se fosse o empresário. A partir dai o criminoso passou e enviar mensagens para amigos e parceiros de sua loja.

Empresas envolvidas

A assessoria da Cacau Show informou que o perfil que contatou Márcia não era o oficial. Eles alegam, que o cupom para revendedores no valor de R$ 100 reais existe, porém, sempre foi divulgado através do e-mail dos vendedores. O Blog  entrou em contato com a empresa TIM, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts