Destaques

A três meses da campanha, Doc.com traz levantamento sobre o custo-voto dos 23 vereadores de PG

A três meses do início da campanha eleitoral deste ano, previsto para 16 de agosto, o Blog traz um levantamento de quanto foi a relação custo-voto dos vereadores eleitos em Ponta Grossa. Os 23 candidatos eleitos para a Câmara Municipal declararam gastos de despesas que somam R$ 659.773 mil nas Eleições de 2016. Os mesmos eleitos conquistaram um total de 53.826 votos somados. O que significa um custo médio de R$ 12,26 por eleitor.

Os valores declarados como despesas pelos então candidatos foram coletados no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na aba de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais. Portanto, os valores apresentados na matéria são investimentos dos candidatos declarados à Justiça.

Relação custo-voto de cada vereador

O custo-voto específico de cada legislador foi feito através da divisão entre as despesas de campanha do candidato, e a quantidade de votos que o mesmo obteve nas eleições de 2016. Se pensarmos a campanha política como um investimento, a ideia do custo por voto é mostrar para os eleitores qual foi o retorno do investimento feito por cada candidato eleito.

Ao comparar as médias de cada vereador com a geral (R$ 12,26), é possível analisar que 9 vereadores ficaram abaixo da média. Dos 14 que tiveram média superior, 3 vereadores, por centavos, não ficaram na média. São eles, Geraldo Stocco, Mingo Menezes e Vinicius Camargo.

Outra obervação entre os vereadores reeleitos, apenas o Pastor Ezequiel teve um custo por voto abaixo da média. Todos os outros, George, Mainardes, Maurício Silva, João Florenal, Jorge da Farmácia, Pietro Arnaud e Daniel Milla tiveram suas médias acima da geral.

O vereador Celso Cieslak teve o valor mais alto na relação. Ele desembolsou R$ 33.244,05, conseguiu 928 e teve o custo-voto de R$ 35,82. Felipe Passos foi quem teve o valor mais baixo na relação, R$ 1,52. A despesa do vereador foi de R$ 9.127,03 e ele recebeu 5992 votos.

Despesa financeira e estipulada

Os valores considerados para realizar o custo-voto são referentes às despesas financeiras mais os custos estimáveis que os candidatos receberam. Ou seja, a Justiça estipula um valor para ações ou doações que não são financeiras, como emprestar um carro, por exemplo. No site, o valor estipulado consta de forma separada das despesas totais.

Análise partidária e financeira

O empresário e publicitário, Fernando Durante, atual presidente da Fundação Municipal de Cultura de PG, analisou o custo-voto e os valores de despesa de cada vereador. Para ele, é preciso considerar fatores como popularidade, grau de conhecimento do candidato sobre a população, o entorno do candidato, e principalmente, o fator partidário.

“Na eleição passada, com as coligações, muitos candidatos fizeram um bom número de votos e não se elegeram, em função da sigla partidária”, comenta Durante.

O Blog também ouviu sobre o tema o jornalista José Mota, que atua na imprensa em São Paulo e trabalhou nas eleições nacionais de 2018, na parte de campanha eleitoral. Ele também ressalta que o partido tem influência direta no desempenho final do candidato.

“Quanto maior o partido, maior a estrutura, mas conhecido geralmente é o candidato. Assim, ele tem mais chances de atingir o público com uma grana menor”, analisa o jornalista.

Reduto eleitoral

Para Durante, o custo por voto do vereador Felipe Passos é um exemplo de como o reduto em que o candidato está inserido pode ser relevante na proporção do valor gasto e o retorno em votos. Passos obteve o menor custo-voto, “o que se deve ao forte trabalho desenvolvido em suas bases, notadamente nas paróquias católicas”, avalia o publicitário.

Durante também explicou que a campanha eleitoral é uma crescente com etapas. Estudo dos redutos eleitorais, atuação do candidato e imagem do candidato são componentes importantes nesse momento.

Confira a tabela  e o gráfico comparativo dos vereadores eleitos: 

 

No gráfico, a linha azul representa os votos e as colunas em vermelho são referentes a despesa de campanha de cada vereador. Quanto mais distante a linha da coluna, menor é o valor do custo-voto.

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts