Ponta Grossa

Comitê de Crise articula estratégias de combate ao coronavírus em PG

Instituído mediante decreto municipal ainda durante o mês de março, o  Comitê de Gerenciamento de Ações Governamentais para Prevenção e Defesa contra o Coronavírus tem desempenhado papel central na definição de medidas de combate à pandemia em Ponta Grossa. Isso porque, além de definir as ações relacionadas à prevenção e ao enfrentamento da Covid-19, o órgão também determina as medidas necessárias para a garantia do funcionamento das atividades econômicas com foco na segurança da população.

“Nossa preocupação com o avanço do Coronavírus e a implementação de medidas como a formação do Comitê para proteger a população foi imediata. Acredito que por isso temos conseguido conter o avanço da doença e os prejuízos decorrentes dela, mantendo Ponta Grossa entre as dez cidades com menor registro de infectados”, destaca o prefeito Marcelo Rangel.

Atualmente, o conselho conta com os secretários de Saúde Angela Pompeu, Rodrigo Manjabosco e Luiz Antonio Delgobo, o secretário de Turismo e  secretário Especial do Comitê, Edgar Hampf, o secretário de Governo Fabrizio Busato e o Procurador-Geral do Município, João Paulo Deschk.

De acordo com o secretário Edgar Hampf, a integração entre os componentes do Comitê tem sido fundamental para o acompanhamento da situação e a definição de estratégias  multidisciplinares de combate.

“O Coronavírus trouxe consigo uma situação extremamente diferenciada, uma vez que seus impactos têm sido massivos não só na saúde da população, mas também na economia, o que tem exigido um esforço conjunto, embasado no conhecimento técnico e na experiência dos integrantes em suas respectivas áreas, para a aplicação de ações precisas e integradas com uma realidade que muda diariamente”, destaca o secretário Edgar Hampf.

Para o secretário de Governo, Fabrizio Busato, o principal fator levado em conta tem sido o equilíbrio das ações tanto em relação à população quanto às Secretarias da Prefeitura.

“Nós estamos buscando implementar medidas de forma sensata e que levam em conta a realidade cotidiana apresentada no Município, procurando sempre o equilíbrio na cidade e no trabalho desempenhado pelas Secretarias da Prefeitura, que tem assumido contornos diferenciados durante esse processo, colocando órgãos diferentes em funções conjuntas e que necessitam de definições claras para operarem em harmonia”, aponta.

“O principal foco atualmente é proteger a saúde da população, achatando a curva de contágio e evitando a sobrecarga do sistema de saúde na cidade. Dessa forma, conseguirmos manter os baixos índices registrados até o momento e proporcionamos uma recuperação mais rápida da economia na sequência. Para isso, é necessária a definição de protocolos sanitários rígidos e que possam ser aplicados de imediato e fiscalizados pelo poder público”, explica a Secretária de Saúde, Angela Pompeu.

Segundo o Procurador-Geral do Município, João Paulo Deschk, todas as ações elaboradas contam com um intenso acompanhamento jurídico que busca adequar às necessidades aos preceitos legais vigentes, incluindo decretos estaduais e leis afins.

“Nesse sentido, é essencial que a Prefeitura tenha um suporte jurídico para que possa  implementar as ações da maneira mais rápida possível, respeitando os preceitos constitucionais e atos discricionários do Governo do estado. Além disso, também é necessária uma resposta rápida em eventuais situações como forma de garantir a aplicação correta dos atos do Município e sua manutenção”, finaliza. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts