Castro

Saúde reforça importância do uso de máscaras pela população em Castro

A Secretaria Municipal de Saúde está reforçando para a população a importância do uso de máscara em qualquer estabelecimento e nas ruas, conforme decretado pela Prefeitura de Castro. A medida é para prevenir a disseminação do novo coronavírus.

A secretária municipal de Saúde, Maria Lidia Kravutschke, destaca que as pessoas estão procurando a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e as Unidades Básicas de Saúde (UBS) sem usar máscara, colocando em risco a própria saúde, a de outras pessoas que estão aguardando por atendimento e ainda a dos profissionais que estão trabalhando nesses locais e têm contato com diversos pacientes durante o trabalho. “Constatamos que os usuários não estão tomando esse cuidado básico que é usar a máscara e que é tão importante para conter o contágio do coronavírus”, disse.

Maria Lidia disse ainda que nenhuma medida drástica será tomada em relação às pessoas que não estão utilizando a máscara nas unidades de saúde e na UPA, no entanto, serão criados critérios para o atendimento, e quem não estiver utilizando a máscara, será atendido por último, e vai ficar aguardando do lado de fora da unidade.

“Nós temos que pensar na coletividade e respeitar as pessoas. As máscaras de que dispomos são estritamente para os profissionais de saúde. Mas a própria pessoa pode fazer a máscara em casa, até mesmo costurando à mão com alguma peça de roupa que não usa mais. Pedimos a atenção das pessoas para o uso da máscara, porque ela protege a própria pessoa e aos demais no seu entorno. Esse é um momento de solidariedade, de pensarmos um nos outros”, disse.

Recomendação

O Ministério da Saúde recomenda à população em geral o uso de máscaras, incluindo as de tecido, uma vez que as máscaras cirúrgicas estão em falta no mercado e devem ser usadas pelos profissionais de saúde e sintomáticos de coronavírus. A máscara bloqueia duas portas de entrada do coronavírus: a boca e o nariz. A máscara de tecido deve ser lavada após o uso, para evitar transporte de doenças para a casa.

O uso deve ser individual; as máscaras podem ser feitas em tecido de algodão, tricoline, TNT ou outros; devem ser dupla face, com pelo menos duas camadas de pano; devem ser feitas nas medidas corretas, cobrindo totalmente a boca e nariz, sem deixar espaços nas laterais do rosto; podem ser usadas por até duas horas, após isso, é necessário trocar por uma limpa. A máscara usada deve ser lavada com água sanitária. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts