Destaques TV Doc

Covid-19: Rangel anuncia parceria para fabricar respiradores em PG

Uma parceria envolvendo a DAF Caminhões, a Universidade Federal Tecnológica do Paraná (UTFPR) e a Prefeitura de Ponta Grossa, com apoio de empresas, e também o auxílio financeiro dos secretários municipais, vai garantir a fabricação de pelo menos 10 respiradores em Ponta Grossa para serem usados em pacientes que tiverem o novo coronavírus. Os motores serão da DAF, o projeto da UTFPR e a viabilização do apoio financeiro fica por conta da Prefeitura.

O anúncio foi feito na tarde desta terça-feira (28), pelo prefeito Marcelo Rangel, em resposta ao jornalista Eduardo Farias. No vídeo enviado ao Doc.com, Rangel fala ainda sobre a situação do comércio em Ponta Grossa, com destaque para o acordo firmado, juntamente com o Ministério Público, para a retomada das atividades das academias e do Shopping Popular, o Paraguaizinho.

Escalonamento está funcionando

Rangel ressaltou ainda que o escalonamento do comércio em Ponta Grossa está funcionando, com o apoio da população e dos empresários, bem como com a adesão das pessoas para o uso das máscaras. O prefeito atribui a estes fatores a decisão favorável da Justiça, tanto em primeira instância, quanto no Tribunal de Justiça do Paraná, para a manutenção do comércio aberto na cidade.

“Precisamos do apoio de empresários e da população. Precisamos fazer a nossa parte, com isso vamos abrindo todos os setores e vamos conviver no dia-a-dia com o vírus de forma responsável”, disse Rangel.

Acompanhamento do MP

O prefeito disse também que o Ministério Público, autor da ação pedindo o fechamento do comércio, tem acompanhado as tomadas de decisões da Prefeitura. um exemplo disso foi o acordo firmado na segunda-feira (27) para a retomada das atividades de academias e do Paraguaizinho. “Isso nos traz mais segurança”, afirma Rangel.

O prefeito disse estar triste pelo fato de ter que determinar a interdição do Lago de Olarias, uma obra que os ponta-grossenses esperam há tempos e que foi feita para que as famílias possam usufruir para o lazer, mas que nesse momento é necessário para evitar aglomerações.

Punições mantidas

Sobre as punições para as empresas que desrespeitarem as regras contidas nos decretos que permitem a abertura do comércio, o prefeito disse que serão mantidas. “A Prefeitura não quer fechar nenhuma empresa, mas o empresário tem que ter ciência de que precisa ter responsabilidade com a sua empresa e também com as demais. Portanto, se tiver problema de higiene, de aglomeração, vai ser autuada, multada e até mesmo sofrendo restrições de abertura. Até para que a gente tenha o exemplo a ser seguido por todos”, declarou.

Assista na íntegra o vídeo do prefeito em resposta às perguntas enviadas pelo Doc.com:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts