Ponta Grossa

Unidades de Saúde ampliam horário de atendimento para pacientes com síndrome gripal

A partir desta terça-feira (14) a Prefeitura Municipal disponibilizará novos estabelecimentos de saúde para atendimento dos munícipes que apresentam sintomas gripais. Serão duas Unidades Básicas de Saúde (UBS), com horário estendido, uma na região da Nova Rússia e outra em Uvaranas. Os locais atenderão das 8h às 20h de segunda a sexta-feira e das 8h às 13h nos sábados. A ampliação será realizada em parceria com a Fundação Municipal de Saúde (FMS), Fundação Araucária, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e Secretaria Estadual de Saúde (SESA).

A UBS Romulo Pazinato (Nova Rússia) e a UBS Luiz Conrado Mansani (Uvaranas) estarão realizando atendimento normal, das 8h às 17h, para a população referenciada em cada uma delas, recebendo pacientes gestantes, doentes crônicos, realizando imunização, entre outras atividades. O atendimento específico de sintomas gripais, para a população geral e não apenas a referenciada da região, será das 17h às 20h dia de semana e no
sábado das 8h às 13h.

“É importante ficar atento aos horários e procurar os serviços de forma correta. Nós estendemos o expediente nestes locais para conseguirmos ampliar o acesso das pessoas que trabalham durante o dia e não conseguem ir até uma UBS no horário convencional. As pessoas com sintomas respiratórios serão atendidas, triadas, avaliadas pelo profissional médico e se necessário encaminhadas para serviço hospitalar. Os profissionais não atenderão pacientes hipertensos, diabéticos e não estarão atualizando receitas”, explica o
secretário adjunto de Saúde, Dr. Rodrigo Manjabosco.

Abertura de novas UBS e ampliação de horário

O horário estendido será durante o período de até 120 dias. A FMS estuda a abertura de novas UBS com ampliação de horário.

“Neste momento, através da parceria, estamos com 28 profissionais (médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem) em seis UBS. São reforços aos serviços que já estamos realizando. Nossa intenção é continuar fornecendo e ampliando outras alternativas de atendimento para a população, mas isso dependerá da procura”, explica a coordenadora da Atenção Primária, Julita Rentschler. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts