Ponta Grossa

Covid-19: Prefeito avalia reabertura do comércio em PG

O prefeito Marcelo Rangel explicou nesta terça-feira (07), na Radio Mundi FM, sobre as medidas de reabertura do comércio, e atualizou sobre os dados que foram publicados no boletim da Secretaria Estadual de Saúde.

Segundo o prefeito, a própria Organização Mundial da Saúde diz que lugares que estão com controle de casos podem sair do estado de isolamento social para o estado de distanciamento social. Ou seja, as pessoas podem sair às ruas de forma controlada, sem aglomerações e tomando todas as medidas de prevenção, que são, uso de máscaras, manter sempre as mãos limpas (com álcool em gel ou lavar com sabão) e distanciamento de outras pessoas.

Para o prefeito, a reabertura é necessária, mas ela só acontece porque a cidade possui condições em retomar o comércio devido os poucos casos confirmados de Covid-19 que a cidade registrou até o momento, 5 casos. Porém, ele enfatizou que a reabertura acontece de forma lenta, com responsabilidade, e por etapas.

Reabertura do comércio 

Em Ponta Grossa, a Prefeitura reabriu o comércio nesta segunda-feira (06), através de um Decreto Emergencial de 7 dias, em formato de rodízio dos setores comerciais, afim de evitar aglomerações, e assim, manter os baixos números de infectados e suspeitos de Covid-19.

Após o primeiro dia da volta de parte do comércio (setor de eletrodomésticos e lojas de móveis), foram registradas diversas fotos de filas para pagamento de boletos, e uma quantia considerada de pessoas no Calçadão da cidade.

Rangel pediu para que essas pessoas procurem outras formas de pagar seus crediários, pela internet ou até mesmo aplicativos de celular. E quando indagado, por quais motivos não abriu o comércio todo, ele respondeu que essa foi a forma encontrada para controlar a ida de pessoas que foi aprovada por autoridades federais como o Ministério Público.

Supermercados

Na transmissão, Rangel reafirmou as medidas emergenciais para supermercados: proibida entrada de crianças, de idosos sem uso de máscara e luvas e adentra ao mercado somente um pessoa por família. Ele pediu para que a população entenda e acate estes novos formatos.

Para o supermercado que não seguir as medidas do decreto emergencial, será cobrada uma multa de R$ 400 mil reais.

Máscaras 

A Prefeitura vai produzir 500 mil máscaras para toda população de Ponta Grossa, em parceria com o Departamento de Penitenciário. Porém, precisa de ajuda para a compra dos elásticos das máscaras. Por isso, o prefeito pediu aos empresários que puderem, que comprem e deixem a doação na Prefeitura.

Transporte Público 

O Transporte Público em Ponta Grossa funcionou de forma eficiente no primeiro dia da reabertura do comércio. Ou seja, a utilização de toda frota de ônibus e o ajuste dos horários, evitaram aglomerações dentro dos ônibus. Assim, este formato continua valendo para toda semana.

Boletim desta terça-feira  da Secretaria de Saúde

Foram registrados 45 novos casos: Curitiba (19), Quitandinha (1), Pinhais (1), Cascavel (5), Londrina (7), Vitorino (1), Campo Mourão (2), Araruna (1), Cianorte (2), Cambe (1), Foz do Iguaçu (1), São José dos Pinhais (2), Colombo (1) e Santa Fé (1).

O Paraná tem atualmente 511 casos confirmados – oito pacientes não residem no Estado –, 4.962 descartados e 286 em investigação.  Estão internados 99, 61 em Unidades de Terapia Intensiva e 38 em leitos clínicos.

Dentre as confirmações, o Estado já registrou 15 óbitos pela doença distribuídos nos municípios de Cascavel (1), Campo Mourão (3), Cianorte (1), Maringá (2), Santa Fé (1), Londrina (2), Quatiguá (1), Curitiba (3) e Primeiro de Maio (1). (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts