Mais Notícias

Pinhão passa a ser comercializado via delivery no Feira Fácil digital

Desde que o Feira Fácil digital foi implantado em Ponta Grossa, os esforços da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA) e da Associação de Hortifrutigranjeiros estão concentrados em encontrar o maior número de feirantes e de alimentos para serem cadastrados no sistema de compras on-line.

Além de verduras, legumes e frutas, atualmente, o site conta com a disponibilidade de produtos em conserva, carnes, especiarias, condimentos, peixes e sementes. Uma das novidades implantada é a da comercialização do pinhão.

A venda e a colheita do pinhão foram liberadas no Paraná no dia 1º de abril. Desde então, essas práticas estavam proibidas pelo Instituto Água e Terra (IAT), com o objetivo de proteger a reprodução da araucária, árvore ameaçada de extinção e símbolo do Paraná.

Comercialização do pinhão

Com a comercialização autorizada, o Feira Fácil digital passou a comercializar o produto já neste último fim de semana, através do fornecimento do alimento por parte do vendedor autônomo Eliandro Matias. Nesta segunda-feira (6) ocorreram as primeiras entregas do alimento, que contabilizaram 15 quilos de pinhão vendidos.

“Essa oportunidade de poder vender o pinhão de forma on-line foi ótima neste período em que quase não consigo vender nas ruas, com a restrição do horário dos comércios. A feira do produtor também não está acontecendo, então fiquei preocupado em não conseguir ganhar o meu dinheiro. Poder ter uma garantia de que conseguirei vender o pinhão é essencial e a feira on-line permite isso. É uma forma de eu conseguir minha renda ao longo desses dias”, conta Eliandro.

Participação de vendedores e produtores

Agora, o objetivo da SMAPA, da Associação de Hortifrutigranjeiros e da startup responsável pelo site é conseguir a participação de mais vendedores e produtores de pinhão.

“Fico feliz em saber que, em uma semana, o número de produtos ofertados cresceu. Nosso objetivo é possibilitar que o serviço se desenvolva e seja aperfeiçoado cada vez mais, sendo uma forma tanto da população conseguir ter alimentos saudáveis de forma fácil e segura, quanto de os produtores e feirantes conseguirem vender seus produtos de forma lucrativa. O pinhão é um produto bastante pedido nesse período do outono e do inverno, então, quantos mais produtores aderirem ao projeto, maior será a nossa garantia de conseguir suprir a demanda e de possibilitar que eles também consigam uma fonte de renda”, destaca o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Bruno Costa.

Preço

500 gramas de pinhão estão sendo vendidas no Feira Fácil por R$ 6,50. O cliente precisa fazer um pedido mínimo de R$ 30 para que a entrega seja concretizada. Por isso, na compra, o consumidor pode acrescentar outros produtos, como alface, abobrinha, cebola, brócolis e couve-flor, que são alguns dos alimentos mais requisitados até o momento. Após o pedido ser realizado, os alimentos serão entregues depois de 24 horas. O site pode ser acessado em www.bit.ly/feirafacilgenial.

Os produtores que tiverem interesse em comercializar o pinhão e demais alimentos no Feira Fácil podem entrar em contato com os telefones 98421-6789 ou 98413-0969. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts