Política

Vereador quer urgência no projeto para volta do EstaR em papel

O vereador Valter José de Souza (PP) protocolou na Câmara Municipal, na tarde desta quarta-feira (12), um pedido de regime de urgência ao projeto de lei de sua autoria que determina a volta dos blocos de papel para funcionamento do Estacionamento Regulamentado (EstaR). A proposta prevê ainda que, para aqueles que optarem pelo EstaR Digital, através de aplicativo, a cobrança do estacionamento seja proporcional ao tempo utilizado.

Valtão defende a volta dos blocos de papel para atender àquelas pessoas que não se adaptaram ao sistema digital, ou que não possuem aparelhos celular combatíveis para suportar o aplicativo. No caso da mudança no modo de cobrança, atualmente feito de 30, 60 e 120 minutos, o vereador acredita que ficará mais justo o pagamento pelo estacionamento com o tempo exato de utilização da vaga.

Caso o pedido de urgência do projeto seja aprovado em plenário, no retorno das sessões plenárias, na próxima segunda-feira (17), a proposta deverá ser votada até o dia 04 de março.

Presidente da AMTT não vê necessidade

Na última terça-feira (11), em entrevista ao jornalista Eduardo Farias, editor do Doc.com, o presidente da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte, Roberto Pelissari, disse que respeita quem defende a volta dos blocos de papel, mas ressaltou que não vê a necessidade do retorno. Para ele, trata-se de um retrocesso, pois o sistema digital contempla quem não possui celular ou não tenha celular com acesso à internet, com a disponibilização de mais de 150 pontos de venda espalhados pelo comércio local e uma tolerância de cinco minutos entre a parada do veículo e a aquisição do EstaR.

A AMTT não informou se existe ou não a possibilidade de mudar o modo de cobrança no sistema do EstaR Digital, como propõe o vereador.

Confira outros Posts