Ponta Grossa

Feira Paraná abre portas para Clube de Robótica desenvolver tecnologia em exposição de SP

A Feira Paraná, promovida pela Prefeitura de Ponta Grossa, no mês de outubro de 2019, rendeu frutos para um morador da cidade e para o Clube de Robótica de PG. Entre os dias do evento, as visitas na feira possibilitaram ao jovem empresário Evandro Kafka, 23 anos, expandir seu negócio na área da inteligência artificial para realizar uma parceria junto a uma artista visual do Rio de Janeiro. O acordo entre os dois culminou na montagem de uma exposição artística, que está disponível na cidade de São Paulo desde 25 de janeiro.

“Durante o evento pude expor o trabalho do Clube da Robótica a um grande público. Lá, conheci o holandês Hans Blankenburgh, que viu em nosso projeto a possibilidade de parceria. Junto com sua esposa Katia Willie, estava desenvolvendo a proposta de uma exposição interativa, com o uso da Inteligência Artificial”, recorda Evandro, explicando como chegou à exposição em São Paulo. “A ideia era buscar algo para fazer com que as obras de artes visuais ‘saíssem da tela’”, completa.

Na Feira Paraná, Evandro expôs protótipos de robôs de batalha e máquinas. O evento aconteceu entre 18 e 27 de outubro no Centro Agropecuário e no Centro de Eventos de Ponta Grossa. Conforme Evandro, a mostra foi essencial para lhe propiciar a oportunidade de mostrar seu trabalho para o público externo. “Sem a feira, eu não teria feito esse contato [com o holandês]. O evento foi fundamental para eu estender a parceria. Agradeço a Prefeitura, a Voe Aceleradora de Negócios e o Sebrae pelo apoio”, destaca Evandro.

Inteligência artificial

O trabalho desenvolvido pelo morador de Ponta Grossa foi feito em parceria com a artista Kátia Willie, que mora no Rio de Janeiro. As obras produzidas por eles reagem às emoções das pessoas, por meio de um sistema de inteligência artificial e robótica monitorado por ‘nuvem’. Dessa forma, as pessoas podem interagir com as telas.

“As telas usam reconhecimento facial da Microsoft. A câmera capta o rosto da pessoa que está observando a obra e ela se movimenta conforme a emoção que a pessoa está sentindo naquele momento. A gente consegue com inteligência artificial detectar a emoção e fazer uma movimentação”, explica o jovem empresário.

A exposição foi alcunhada de ‘ToTa Machina’, que em português significa ‘Mulher Máquina’. O trabalho, resultado da parceria entre Evandro e Kátia, pode ser conferido até o dia 23 de março, na sala Tiradentes do Museu de Artes Sacra, em São Paulo. A novidade trazida pela dupla ganhou visibilidade da Forbes, revista estadunidense de negócios e economia, que prestigiou a mostra. 

Feira Paraná

A Feira Paraná foi realizada no mês de outubro de 2019, paralela à Feira Agropecuária Industrial e Comercial de Ponta Grossa (Efapi). O evento teve por objetivo mostrar as inovações e novidades do setor do agronegócio e da tecnologia. Expositores de todo o estado participaram da mostra que ocorreu durante dez dias. O ano de 2019 marcou o retorno da feira, que não era realizada desde 1999.

Para o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Smapa), Bruno Costa, a conquista do empresário Evandro Kafka é motivo de comemoração para a cidade. “Grandes parcerias foram firmadas na Feira Paraná.

A parceria feita com a equipe da robótica não foi diferente. Várias prospecções de negócios foram realizadas, vários encontros mercadológicos. Mais de 50 palestras através da Agrotech também trouxeram muito networking e conhecimentos para os empresários e o homem do campo. O objetivo foi consolidado através da conexão das grandes inovações para o produtor rural, o comércio e a indústria”, avalia o secretário. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts