Ponta Grossa

Lideranças querem uso de mão de obra carcerária em obras públicas

O vereador Rudolf ‘Polaco’ (CIDADANIA), líder do Governo na Câmara Municipal, e o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Bruno Costa, participaram de uma reunião nesta terça-feira (28). O encontro teve como objetivo discutir o uso de mão de obra carcerária em serviços gerais da Prefeitura de Ponta Grossa – a iniciativa serviria como forma de diminuição de pena dos presidiários e também para acelerar alguns setores deficitários do município.

O encontro contou com a presença de Jean Carlos Fogaça, vice diretor da Cadeia Pública Hildebrando de Souza, de Everton Rodrigo dos Santos, Coordenador do Escritório Social, de Luiz Francisco da Silveira, Coordenador Regional do Depen, e de Bruno José Propst, Diretor da Unidade de Progressão.

De acordo com Rudolf, a iniciativa prevê o uso da mão de obra carcerária em algumas atividades da Prefeitura. “São presos de baixa periculosidade que irão atuar em serviços onde o município tem um grande déficit, especialmente serviços gerais. Essa é uma forma de dar oportunidade ao detento que está cumprindo a pena e também avançar na prestação de serviços à comunidade”, disse o vereador.

Rudolf citou que os detentos poderão atuar nos serviços de manutenção de locais públicos, como o Centro de Eventos, e das ruas da cidade. “A iniciativa de chamar esses detentos em nada prejudica o cidadão, mas sim busca resolver uma demanda da Prefeitura e também dar uma segunda oportunidade às pessoas que tem uma dívida com a sociedade e que estão pagando essa dívida”, explica o vereador do Cidadania.

O parlamentar deverá intermediar agora o andamento da assinatura do convênio entre o Departamento Penitenciário e a Prefeitura. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts