Destaques

Procon aponta que novas placas em PG estão entre as mais caras do Paraná

O Procon da Prefeitura de Ponta Grossa, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública (SMCSP), realizou um levantamento sobre o custo para aquisição da placa veicular Mercosul, que deve ser adotada como novo padrão de Placas de Identificação Veicular (PIV) em todo o país até o final deste mês. O custo em Ponta Grossa aparece como uns dos mais altos em todo estado, acima dos valores praticados em Guarapuava, Londrina, Maringá e Foz do Iguaçu.

“Nessa pesquisa de preço, o Procon se deparou com mais um levantamento em que o Município figura com a oferta de um produto com custo entre os mais caros no Paraná. No comparativo, é possível ver que em cidades próximas, como Guarapuava, o custo pode chegar a quase 50% do cobrado em Ponta Grossa. Por se tratar da Placa de Identificação Veicular (PIV), infelizmente o consumidor não tem a opção de buscar pelo município em que o preço esteja mais atrativo”, avalia o coordenador do Procon Ponta Grossa, Leonardo Werlang.

Para placas de carros com o modelo do Mercosul, a média do valor no estado é de R$ 172,89. Em Ponta Grossa, os valores variam entre R$ 190 e R$ 230, podendo ficar até 30% acima da média no estado. No caso das motos, os valores variam de R$ 100 a R$ 130, mais de 35% maior que a média no estado de R$ 96,05. Dentre os fornecedores pesquisados, um único fornecedor de Curitiba fica a frente de Ponta Grossa, com a placa do Mercosul para carro sendo vendida a R$ 250. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts