Destaques

Aeroporto Sant’Ana recebe primeiro voo direto de Congonhas

Na manhã desta sexta-feira (10), o Aeroporto Municipal Comandante Antônio Amilton Beraldo, popularmente conhecido como Aeroporto Sant’Ana, recebeu o primeiro voo direto vindo do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, dando início às operações dos voos diários entre os aeródromos. O pouso da aeronave ATR72, com capacidade para até 70 passageiros, ocorreu às 08h55, trazendo passageiros e o gerente Comercial, Marketing e Experiência do Cliente da Voepass Linhas Aéreas, Frederico Zaccaro e o representante da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, Luis Sobrinho.

Além de agradecer a empresa aérea pelo investimento em Ponta Grossa, o prefeito Marcelo Rangel reforçou a importância dos novos voos para o município e todo os Campos Gerais.

“É um momento histórico para minha vida pública e política, uma conquista que vai beneficiar o crescimento e o desenvolvimento de toda a região e que certamente vai contribuir para a prospecção de novos voos”, afirmou. O secretário do Estado de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, reforçou a importância, recordando que Congonhas é o aeroporto mais disputado do Brasil, pois está localizado no centro financeiro e econômico da América Latina.

A conquista dos voos diários para São Paulo é reflexo de mais de dois anos de trabalho, explica o superintendente do Aeroporto Sant’Ana, Victor Oliveira.

“Desde que assumimos o aeródromo, o nosso objetivo era os voos diretos para Guarulhos ou Congonhas, já que 80% das pesquisas que fazemos com nossos passageiros indicavam esses destinos como principais. É um dia muito especial e nossa próxima meta são os voos para Foz do Iguaçu”, informou.

Após a solenidade inaugural do voo, a aeronave decolou com destino à São Paulo. O próximo voo tem previsão de chegada em Ponta Grossa às 18h55 e que deve retornar para o Aeroporto de Congonhas às 19h30. Para o secretário de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional (SMICQP), José Loureiro, com a oferta, Ponta Grossa está mais próxima de novos indústrias, investimentos e geração de renda, pois os voos facilitam o acesso a cidade para visitas e negociações. (Com assessoria)

Confira outros Posts