Cidades Política

Bakri destina R$ 2,5 milhões à saúde dos Campos Gerais e do Centro Sul

Por indicação do deputado Hussein Bakri (PSD), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) liberou, nesta quarta-feira (11), R$ 2,5 milhões para o Centro-Sul do Paraná e a região dos Campos Gerais. Além disso, para reforçar o atendimento regional da saúde, Irati vai receber um Ambulatório Multiprofissional Especializado, num investimento de quase R$ 10 milhões. No total, o Governo do Estado vai destinar R$ 168 milhões a 297 cidades do Paraná.

“Esses recursos são fruto de economias feitas pelo Governo ao longo do ano e foram direcionados a partir de indicações dos deputados, que, por estarem em contato direto com os prefeitos, podem auxiliar a Sesa a investir de forma mais adequada. Essa parceria com as prefeituras vai permitir que os paranaenses se tratem perto de casa e da família, sem a necessidade de andar quilômetros em busca de atendimento médico”, afirmou Hussein Bakri, que é Líder do Governo Ratinho Junior (PSD) na Assembleia Legislativa.

Demandas

Segundo o Governo, os recursos serão depositados até o dia 21 de dezembro, na modalidade fundo a fundo. As indicações feitas pelo deputado Hussein Bakri ao Centro-Sul e aos Campos Gerais são as seguintes: ambulância para Jaguariaíva; ambulância, raio-x, equipamentos e construção de unidade básica de saúde (UBS) para São João do Triunfo; reforma de UBS para Pinhão; nova UBS para Mallet; equipamentos e reforma de UBS para Irati.

Além disso, Irati sediará um dos dez Ambulatórios Multiprofissionais Especializados (AMMEs), que serão gerenciados pelos consórcios intermunicipais de saúde. Os projetos foram elaborados pela Paraná Edificações. Cada unidade terá até quatro mil metros quadrados, numa proposta de atendimento interdisciplinar, com acesso a exames, consultas, tratamento e orientação terapêutica nas diferentes linhas prioritárias de cuidado, como a materno-infantil, saúde do idoso, hipertensão, diabetes e saúde mental.

“Saúde é uma das grandes preocupações do estado e não pode ficar concentrada na capital. Estamos potencializando os hospitais regionais e filantrópicos e também os consórcios municipais. Queremos acabar com o trânsito para quem faz hemodiálise, radioterapia ou uma pequena cirurgia, para que não tenham que andar 400 quilômetros”, afirmou o Governador Ratinho Junior. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts