Política

A fala do ministro Paulo Guedes tira a esperança das pessoas, afirma Aliel

O deputado federal Aliel Machado (PSB) se manifestou na terça-feira (05), durante fala no plenário da Câmara dos Deputados, sobre a declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, que afirmou que “pobre não poupa e gasta tudo”. Para o deputado ponta-grossense, a fala do ministro mostra grande desconexão com a realidade do país.

De acordo com Aliel, essa frase acaba com a esperança das pessoas mais humildes. “Durante uma campanha eleitoral, quando vemos as propostas, cria-se uma esperança na vida das pessoas. A partir dali elas começam a acreditar que poderão ter um emprego melhor, que vai ter vaga na creche, que vai ter asfalto na rua da sua casa. Por isso, a fala do senhor ministro ultrapassou os limites. Chegou ao absurdo de citar que pobres não sabem guardar dinheiro. Tirando a esperança criada na campanha eleitoral”, criticou.

O parlamentar ainda ressaltou que vivemos em um dos países mais desiguais do mundo. Onde muitas pessoas não tem, muitas vezes, o que comer. “Quando o senhor tiver a oportunidade de ficar um mês na sua casa sobrevivendo com o salário mínimo, ou menos, para sustentar sua família, o senhor vai mudar o seu conceito. Sair da lógica de defender números, parar de defender privilégios para os mais ricos e ter coragem de defender a verdade para a população brasileira”, disse.

Realidade

Aliel ainda lembrou as origens e a realidade em que vive a maioria das pessoas. “O que me motivou a entrar para a política foi não aguentar mais ver tanta injustiça social. E esse não é um discurso fácil ou uma demagogia. Eu não cheguei aqui apadrinhado por ninguém. Eu tenho orgulho de morar no mesmo bairro desde quando fui eleito e volto pra lá toda semana podendo olhar nos olhos das pessoas que ainda tem o sentimento de esperança”, revelou ele.

Ao final, o deputado fez um apelo aos colegas. “Digo a todos que revejam seus conceitos, para que essa Casa dê a resposta que a sociedade espera. Sem a polarização burra, sem as mentiras, sem os privilégios. Como disse o ex-governador pernambucano Eduardo Campos, pai do meu colega e amigo João Campos (PSB-PE), nós não vamos desistir do Brasil e nem das pessoas que mais precisam deste parlamento”, finalizou.  (Com assessoria)

Confira outros Posts