Eventos Ponta Grossa

‘Queima do alho’ resgata cultura do tropeirismo na Feira Paraná

Com o objetivo de resgatar a cultura tropeira, acontece no sábado (26), dentro da Feira Paraná que movimenta o Centro de Eventos e o Centro Agropecuário de Ponta Grossa, a “Queima do Alho”. O evento vai acontecer em uma estrutura anexa ao recinto de leilões.

Oito equipes participam da disputa. O concurso gastronômico força os participantes a resgatar o modo de preparo dos alimentos na época dos tropeiros. Por exemplo, não pode ser utilizado fogão a gás e nem panelas de alumínio. Até o modo de servir precisa respeitar a tradição. O desafio inicia às 15 horas. Cada equipe pode ter quatro participantes. Haverá premiação com troféus para o primeiro, segundo e terceiro colocado. Durante o evento seis violeiros devem embalar os participantes e convidados.

Segundo um dos organizadores, Thiago Augusto Manosso, nesta edição será cobrado um ingresso de R$ 10. “O dinheiro arrecadado será destinado ao tratamento da Manuele Hilgemberg. Ela se afogou em uma piscina no Maranhão em 2018 e segue se recuperando em casa, aqui em Ponta Grossa”, destacou. Os ingressos podem ser adquiridos com a organização no local do evento.

A Feira Paraná tem o patrocínio da Caixa Econômica Federal – Governo Federal, Rumo Logística, Copel, Sanepar, Compagás, Master Cargas Brasil e BRDE. O evento conta ainda com o apoio da Prefeitura de Ponta Grossa e Governo do Estado do Paraná. A realização é do Sindicato Rural e Núcleo Campos Gerais do Cavalo Quarto de Milha. (Com assessoria)

Confira outros Posts