Destaques

Bakri destaca protagonismo do Paraná em zerar IPVA de carros elétricos

Por unanimidade, a Assembleia Legislativa do Paraná aprovou, na terça-feira (1º), o projeto de lei do Governador Ratinho Junior (PSD) que zera o Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA) na compra de veículos elétricos. Hoje, a alíquota cobrada é de 3,5%. A isenção irá vigorar até 31 de dezembro de 2022.

“Essa é uma tendência mundial, e o Governo do Paraná sai na frente ao incentivar e fortalecer o uso dos carros elétricos. Com a isenção do IPVA, as pessoas vão procurar um veículo de transporte que preserve o meio ambiente, garantindo melhor qualidade de vida a toda a população. Sem contar o fato de os carros elétricos serem mais eficientes, consumirem menos. É importante que nós fiquemos cada vez menos dependentes do combustível normal, que é mais poluente e mais caro”, afirmou o deputado Hussein Bakri (PSD), que é Líder do Governo na Assembleia. Um carro elétrico demanda 40% a menos de manutenção e consegue rodar 300 quilômetros com R$ 40.

De acordo com o projeto aprovado pelo Legislativo, os carros elétricos passarão a integrar uma lista de isentos que já inclui veículos de propriedade da União, estados e municípios, autarquias e fundações mantidas pelo poder público, instituições de educação e de assistência social, partidos políticos, entidades sindicais de trabalhadores e templos de qualquer culto.

Tendência global

Atualmente, o Paraná tem apenas 275 veículos elétricos, o que representa 0,003% da frota majoritariamente movida a combustíveis fósseis. Mas, seguindo uma tendência mundial, o estado vem adotando políticas de incentivo, ao buscar a ampliação do Programa Smart Energy (vinculado ao Tecpar); parcerias com o setor privado – com a Renault, por exemplo, que produz o veículo elétrico Twizy –; e o fortalecimento da eletrovia da Copel, que corta o Paraná de Leste a Oeste via BR-277.

A própria Copel garante que a energia não será um gargalo para esse desenvolvimento sustentável. A empresa se prepara para atender um incremento de até 700% no consumo, concentrando recursos para se tornar protagonista dessa onda com a sua capacidade elétrica instalada.

Atualmente, as estações existentes no Paraná são todas de recarga rápida (entre meia hora e uma hora), e a cada carga os veículos elétricos ganham autonomia para rodar de 150 a 300 quilômetros. São 18 eletropostos nas cidades – 13 em Curitiba, 2 em Maringá, e 1 em Londrina, Foz do Iguaçu e Cascavel –, além de 12 na BR-277 (eletrovia). (Com assessoria)

Confira outros Posts