Ponta Grossa

Ponta Grossa se prepara para sediar Festival Paranaense de Taiko em outubro

Ponta Grossa receberá nos dias 11, 12 e 13 de outubro o 16º Festival Paranaense de Taiko, que acontecerá no Parque Ambiental, como forma de celebrar a tradição dos milenares tambores japoneses. Gratuito e aberto ao público, o festival será intenso em atividades que promoverão a interatividade com a cultura japonesa em diversas áreas. O evento é realizado pela Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Fundação Municipal de Cultura, e pelo Grupo de Taiko Fuurinkazan, com o apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Treze grupos de taiko do Paraná, São Paulo e Santa Catarina já confirmaram participação, o que representa quase 500 pessoas. O evento receberá como convidada a professora voluntária da Agência de Cooperação Internacional do Japão, Ai Inoue, que promoverá um workshop com os tocadores, além de ministrar palestra sobre alimentação e etiqueta japonesa.

Além das apresentações de taiko e danças folclóricas, o público poderá assistir e participar de demonstrações de artes marciais, arqueria e oficinas de brinquedos japonenses, origami e ikebana. Terão ainda ações voltadas aos jogadores de Pokémon Go; o Espaço da Sabedoria, com palestras e atividades sobre filosofia japonesa (com a Organização Internacional Nova Acrópole); exposição sobre a imigração japonesa nos Campos Gerais e o 1º Concurso de Cosplay de Ponta Grossa, que está com inscrições abertas até o dia 6 de outubro (serão seis prêmios que somam R$ 3,5 mil nas categorias Kids e Teen/Adulto).

Alunos de escolas municipais e outros grupos (como a Universidade Aberta da Terceira Idade) se unirão para uma grande apresentação da canção e da dança Tokyo Gorin Ondo 2020, em homenagem aos Jogos Olímpicos de 2020, que acontecerão no Japão. A gastronomia oriental também será um ponto alto do festival, com diversas opções de pratos típicos.

O evento tem o apoio Governo da Província de Hyogo – Escritório em Curitiba, da Brasil Soka Gakkai Internacional (BSGI), da Câmara do Comércio e Indústria Brasil-Japão do Paraná, do Instituto Paranaense de Ikebana – Ikenobo da América do Sul, da Organização Internacional Nova Acrópole, da Associação Brasileira de Kyudo, da Associação Brasileira de Taiko, da Trainers Pokeduo e da Aliança Cultural Brasil-Japão do Paraná.

Por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Ministério da Cidadania), o 16º Festival Paranaense de Taiko tem o apoio da Makita, Kurashiki do Brasil e Suprema Sistemas Viários. Apoiam o Grupo de Taiko Fuurinkazan a Toyota Barigui, CEFEQ Ferramentas, Clínica Wambier, Alpar Ferramentas, Farmácias Nissei, Yuchen Alimentos Orientais, Sanepar e o jornal Paraná Nippo.

Taiko: tradição milenar

As apresentações de taiko são uma forte referência da cultura japonesa, presente no Paraná através das diversas colônias formadas por imigrantes. Os taikos são tambores confeccionados em peles de animais, nos mais variados tamanhos. Eles podem ser tocados com a ajuda de baquetas ou com as mãos. É considerado o instrumento musical mais antigo na história da humanidade. Inicialmente, os taikos eram usados para comunicação entre tribos primitivas. Nas guerras foi usado para elevar o espírito e estimular a coragem dos combatentes. O som dos tambores iludia e afugentava os inimigos, dando a impressão de que a tropa era numerosa. Com o tempo, o taiko passou a ser usado em festividades e cerimônias religiosas. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts