Cem quilos de drogas retirados das ruas. Esse é o saldo da atuação da Guarda Municipal, órgão vinculado à Secretaria de Cidadania e Segurança Pública (SMCSP), nos últimos dezenove meses. O número engloba todas as apreensões de entorpecentes realizadas no período e encaminhadas, junto com suspeitos, à delegacia para as providências cabíveis.

Grande parte dessa total, é fruto do combate diário promovido pelas equipes ao tráfico e  micro tráfico. É o que explica o secretário de Cidadania e Segurança Pública, Ary Lovato. “Nós já registramos diversas situações onde houve apreensão de vários quilos de drogas pelos nossos agentes, mas a apreensão de pequenas quantidades, algumas vezes poucas gramas, tem sido  uma expressiva parcela dos nossos números”, declara.

“Geralmente, essas apreensões ocorrem durante abordagem de suspeitos ou através da identificação de atividades suspeitas através das nossas câmeras de monitoramento. Isso demonstra a importância do trabalho constante e preventivo e que agora tem repercutido em números sólidos relacionados a atuação das nossas equipes”, completa Lovato.

Segundo a SMCSP, o aumento das apreensões de drogas têm sido constantes nos últimos anos. O maior salto foi registrado em 2018, quando a GM retirou das ruas um volume de entorpecentes quase doze vezes maior em comparação com o ano anterior, passando de 4,8 kg em 2017 para 57,4 kg.

Para o comandante da Guarda Municipal, o crescimento dos indicadores tem relação direta com a melhoria da estrutura promovida pela SMCSP nos últimos anos, assim como o constante treinamento dos agentes e o aperfeiçoamento das estratégias aplicadas no combate à criminalidade.

“O treinamento das equipes é feito de modo constante, incluindo instruções de tiro, abordagem e diversas outras habilidades que contribuem para fortalecer a capacidade técnica dos nossos agentes. Aliado a isso, a estruturação da Guarda Municipal, com novos equipamentos, viaturas e, em consequência disso, novas estratégias tem contribuído fortemente para o aumento das nossas apreensões de drogas e condução de suspeitos”, destaca Witek. (Com assessoria)

Apreensões de drogas

2015: 1,455 Kg

2016: 2,438 Kg

2017: 4,819 Kg

2018: 57,445 Kg

2019: 43,447 Kg

Fonte: SMCSP/GM

Volume de Apreensões

2018: Substância análoga a Maconha – 56,123 Kg

Substância análoga a Crack – 1,322 Kg

Substância análoga a Cocaína – 0,234 Kg

Substância análoga a LSD – 555 pontos

Total: 57,445 Kg

2019*: Substância análoga a Maconha – 42,046 Kg

Substância análoga a Crack – 0,118 Kg

Substância análoga a Cocaína – 0283 Kg

Substância análoga a LSD – 29 pontos

Total: 42,447 KG
*números registrados entre janeiro e julho de 2019

Confira outros Posts